Volkswagen Jetta (terceira geração)

Volkswagen Jetta (terceira geração)

 

Participe: opine sobre seu carro

 

[Nome] Waldir Salles
[Cidade] São Paulo
[Estado] SP

[Modelo] VW Jetta
[Versão] Comfortline
[Motor] 1.4 TSi
[Ano-modelo] 2019
[Quilometragem atual] 20.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 4
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Motor impressiona. Torque 25 kgfm a apenas 1400 RPM dá um desempenho excelente. Mesmo andando muito bem, o consumo é ótimo, melhor que de muitos carros populares. No mais é um carro muito confortável, silencioso, muito bem construído e de ótima dirigibilidade, estando sempre “na mão” em qualquer situação ou velocidade.

[Principais aspectos negativos] Estepe provisório, não é defeito mas nunca gostei. E também falta de saída de ar condicionado para os bancos traseiros.

[Defeitos apresentados] Nenhum defeito. Perfeito até agora ( 23.000 km)

[Concessionárias] Sem novidades. Mais do mesmo.

[Comentários adicionais] Antes de optar pelo Jetta, fiz test-drive em Civic e Corolla , mas nenhum destes me agradou mais que o VW. Achei o Jetta mais confortável, com melhor posição de dirigir, com uma dinâmica mais afinada – o carro parece ser mais preciso – , com desempenho muito superior ao do Civic (o da mesma faixa de preço) e Corolla , além de ter a suspensão mais macia e silenciosa que a dos japoneses. Além disso era mais equipado e com preço (na época) mais atrativo. Optei pelo Jetta e estou muito satisfeito.

[Best Cars] Leio desde a internet discada…só tenho que elogiar!

Data de publicação] 24/7/20

 

 

[Nome] Ricardo Ferreira
[Cidade] São José dos Campos
[Estado] SP

[Modelo] Volkswagen Jetta
[Versão] Confortline
[Motor] 1.4 TSI
[Ano-modelo] 2019
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 3
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 4
[Freios] 4
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 4
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Dirigibilidade, consumo, tecnologia

[Principais aspectos negativos] Barulho de vento (aerodinâmica?) quando dirigindo em estradas

[Defeitos apresentados] Não

[Concessionárias] Já tive carros de tudo quanto é marca (inclusive japas), e sinceramente não vejo grandes diferenças entre uma ou outra. O conceito seria de regular para bom.

[Comentários adicionais] Sai de um Cruze turbo, para este Jetta de 7a. geração. Como a convivência com o Cruze foi ótima (3 anos de uso), a minha expectativa com o Jetta era grande. O que mais me atraiu neste carro foi sua frente invocada, muito semelhante ao Passat, outra coisa que me atraiu, foi (em vários aspectos) sua semelhança com um Audi A4 que aluguei em férias na Alemanha. Dirigibilidade, sistema multimídia, sensores de estacionamento iguais ao do A4. A característica que mais gosto do carro é seu comportamento dinâmico, irrepreensível na estrada, independente de sinuosa ou não. Ainda outro aspecto de destaque é o consumo, o carro consegue superar o Cruze (que já era muito econômico). Resumindo e comparando com o GM, o Cruze é mais confortável, mais “americano”, enquanto o Jetta é mais “alemão”, para quem prioriza o prazer de dirigir.

[Best Cars] Ótima ferramenta que utilizo há muitos anos

[Data de publicação] 2/4/20

 

 

[Nome] Lucas Andrade Rios
[Cidade] Salvador
[Estado] BA

[Versão] Comfortline 250 TSI
[Motor] 1.4 TSI
[Ano-modelo] 2019
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Saí de um Civic G9 e continuar na linha Honda estava desafiando a minha racionalidade por conta dos preços cobrados. Aproveitei uma viagem à trabalho de 1000km e pensei que seria a oportunidade ideal para um verdadeiro Test Drive no carro que estava na minha mira: o Jetta. Embora muitos critiquem o estilo por se parecer com o Virtus, é um carro sóbrio, elegante e imponente. O design é muito mais refinado que o Virtus. Não vejo ninguém criticando a Mercedes Classe E porque se parece com a Classe C. Acho que a semelhança entre esses dois é ainda maior do que entre o Virtus e o Jetta.
Trata-se de um carro grande: são 4,70m de comprimento. O maior seda da categoria dos médios. Uma das coisas que mais se destaca no carro é o conforto de rodagem. Para quem saiu de um Civic G9 isso fica ainda mais evidente. O carro roda macio sem ser molenga e com ótimo isolamento acústico. O carro consegue manter velocidades elevadas e um silêncio absoluto. Qualidade que prezo muito.
O motor e câmbio conversam muito bem! A entrega dos 25,5kgfm a apenas 1.400 rpm garante agilidade e ultrapassagens seguras. Faz você esquecer o tamanho do carro. É o meu primeiro carro turbo e estou gostando muito de conta com toda essa força em baixas rotações. Embora não seja o câmbio DSG, esse AISIN é muito cumpridor. Trocas muito rápidas e suaves. Na estrada, a 140km/h o carro está a 2.500rpm. Ou seja, O motor está “sussurrando” e preservando a economia.
A Central Multimídia é sem dúvidas a melhor da categoria e superando até carros muito mais caros. Muito intuitiva e muito responsiva ao toque. A qualidade do som também agrada muito. Nunca tive carro com teto solar e Comprei o Jetta com esse opcional por duas razões: no mercado de usados serão mais fáceis de vender e acabei achando muito charmoso. (A cor do carro é branca e o contraste com o teto preto fica lindo). Gosto muito do recurso Tilt down. Muito útil em manobras quando o espelho retrovisor direito se abaixa quando engata se a marcha ré. A Luz ambiente com cores configuráveis garante um charme particular ao carro durante a noite.

[Principais aspectos negativos] Uma pena o acabamento das portas traseiras nao serem iguais aos das portas dianteiras. Além disso, as lâmpadas halogenas dos faróis de neblina não combinam com os faróis em LED.

[Defeitos apresentados] Nenhum

[Concessionárias] A entrega do carro foi desastrosa. O carro nao estava pronto no prazo acordado e nao houve uma entrega técnica com as devidas explicações sobre os recursos do veículo. Minha sorte foi que tinha passo 1 semana com um veículo similar e ja tinha alguma familiaridade. Instalaram a película do vidro traseiro fazendo uma horrorosa janela para o break light. Solicitei que a película fosse trocada e informaram que precisariam desmontar o tampão e que danos poderiam ocorrer nesse processo. Fui numa loja especializada em películas, a película foi trocada e o tampão traseiro nao precisou ser desmontado.

[Comentários adicionais] Sem dúvidas é o melhor custo benefício da categoria. Nada oferece tanto por esse valor. Especialmente na versão Comfortline. Em relação a versão Rline abre se mao basicamente do painel digital e do piloto automático adaptativo. Coisas que no dia a dia não mudam incrementam a qualidade do seu convívio com o carro e você acaba tendo uma economia de R$10.000,00. Pelo preço de um Civic LX 2020 de entrada eu levei: motor turbo, faróis Full led, sensor de chuva, sensor de luminosidade, sensores dianteiros e traseiros, teto solar, bancos em couro e a melhor multimídia do mercado. Seria uma insanidade insistir na Honda. O Cruze também é uma boa opção, mas acho o Jetta mais elegante e o interior com Melhor qualidade de montagem.

[Best Cars] Leio desde que me entendo por gente! Kkk

[Data de publicação] 23/8/19

 

 

[Nome] Mario
[Cidade] Cotia
[Estado] SP

[Versão] Comfortline
[Motor] 1.4 TSI
[Ano-modelo] 2019
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos]
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho]
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Rodagem silenciosa, acústica interna espetacular – conversas em voz baixa, sem incômodo algum. Conforto e ao mesmo tempo rigidez da suspensão, quando exigido em modos de condução mais agressivos… é incrível o que faz de curva, e olha que já tive diversos carros com suspensão traseira com braços articulados e no Jetta é eixo de torção, solução simples, barata de manter e muito eficaz. Os freios são muito bons, o teto solar é lindo e silencioso mesmo em altas velocidades, graças ao defletor. A tão criticada ausência de saída de ar condicionado traseira está sim lá – acho que por preguiça de se abaixar, os jornalistas “especializados” não viram que elas estão embaixo do banco do motorista e passageiro, voltadas para…. trás!! O mesmo para a tomada USB traseira que…está dentro do console central que, na tampa tem saída laterais para o cabo ir para onde? Para trás!! Incrível né? A eficiência energética do motor 1.4 TSI é cativante – anda-se como tiozão ou como boy, dependendo do seu estado de espírito. Esse motor combinado com a caixa aisin de 6 marchas tira sorrisos e enche de orgulho quando comparados aos concorrentes aspirados – na faixa de preço só dá para brincar com o Cruze Turbo. Os demais perdem a graça. O acabamento da fábrica de Puebla, no México, dá de 10 a 0 na fábrica de São Bernardo do Campo – vim de um Polo Highline – e até a pintura é de qualidade superior. Ah! O consumo! Rodando o mesmo percurso, é mais econômico que o Polo Highline TSI e na estrada dá um show, fazendo 16.5 km/l na gasolina (o Polo fazia 14, nas mesmas velocidades) e 13 km/l no etanol (no Polo eu conseguia 10.8). A central multimidia é uma diversão a parte e a ambient light dá um toque de refinamento acima da categoria. Um charme. Os modos de condução são muito úteis no dia a dia.

[Principais aspectos negativos] O tamanho, que não chega a ser aspecto negativo…mas o carro é imenso! A falta de rebatimento dos retrovisores externos é imperdoável.

[Defeitos apresentados] Um ruído no porta óculos, resolvido com um “tapa técnico”. Nada mais.

[Concessionárias] As concessionárias VW precisam evoluir no pós-venda. O atendimento e a entrega do veículo foram impecáveis. Afirmo sobre o pós-venda por ter vindo de um Polo Highline TSI 2018. A revisão de 10.000kms foi deprimente. Em casa temos um Hyundai, que tem uma rede muito mais preparada.

[Comentários adicionais] Pelo preço de um Civic “queixo duro” Sport ou de um Corolla XEi em final de linha e com preço promocional – sem citar o Nissan Sentra que já teve seu tempo de glória – o Jetta é uma opção a se considerar. Por esse valor você leva Bancos de Couro, Ar condicionado Dual Zone digital, Teto Solar!!!!, Ambient Light, acabamento primoroso, Controles de tração, estabilidade e de diferencial, partida e entrada sem chave (keyless), stop start para economizar aquele combustível caro, central multimidia nota 10, uma qualidade de áudio dos falantes originais muito superior e, o melhor de tudo – um motor turbo super redondo, que tem o torque máximo lá nos 1.400 rpm – o carro anda sem acelerar – e que de quebra vira um míssil quando vc quer, fora a possibilidade de 4 modos de condução, sendo uma customizável.

[Best Cars] Sou leitor assíduo desde o final da década de 90. Precisa falar mais? São os melhores.

[Data de publicação] 31/5/19