Volkswagen Gol (motor de 1,6 litro, terceira geração)

VW Gol Highline

 

Participe: opine sobre seu carro

 

[Nome] Pedro
[Cidade] Nova Friburgo
[Estado] RJ

[Modelo] VW Gol
[Versão] City G7
[Motor] 1.6 8V
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 40.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 2
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 3
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 4
[Desempenho] 4
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 3
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 3
[Segurança passiva] 3
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Primeiro a destacar é a qualidade de construção da carroceria. O carro não estala quando submetido a torções, ao passar em buracos, desníveis de pista e etc. Carro sólido e isso transmite segurança no comportamento dele ao rodar, parece que não vai te deixar na mão e ter a mecânica simples e confiável. Motor e câmbio aperfeiçoados nos últimos anos o deixaram agradável de guiar e econômico. Forte em baixa rotação, exige pouco do motor em velocidades até 110 km/h, por conta do cambio alongado – muito bom companheiro de estradas! O painel desse modelo remodelado com linhas retilíneas, apesar de destoarem das laterais de porta antigas, é bonito e bem acabado – para a categoria. Apesar do meu modelo ser o básico, teve agradáveis adições de equipamentos como novas chaves de seta (como as do antigo Polo) que ainda tem seta automática (3 piscadas ao acionar-las de leve) e regulagem de velocidade dos limpadores da frente, limpador traseiro indexado ao da frente, avisos de cintos, faróis acesos, dock para celular com entrada USB no painel, a trava fecha os vidros da frente elétricos quando a chave é pressionada por um tempo na fechadura… são pequenos detalhes que tornam a convivência mais agradável e que você não encontra por exemplo no badalado Toyota Etios. Acho o desenho bonito, apesar da idade. O para-choque da versão 2019 ficou mais bonito e simples – o mesmo da Saveiro, mas na traseira tiraram os olhos de gato… até o desenho das calotas foram simplificados. O espaço é razoável. Os faróis são eficientes.

[Principais aspectos negativos] A própria marca poderia se esmerar ao fabricar o modelo. Apesar de terem feitos aperfeiçoamentos como os citados acima, poderiam ter solucionados problemas de longa data do modelo como RUÍDOS INTERNOS, bancos dianteiros desconfortáveis e muito ruidosos – no meu ao sentar, ouve-se um barulho de mola, e se você volta a se ajustar no banco também ouve e sente a mola ali, tampa da mala ruim de fechar e o tampão da mala logo perde as cordinhas que o levantam ao abrir a tampa, BATE MUITO, gerando ainda mais ruídos, portas e vidros que também batem e as palhetas dos limpadores que antes eram flat blade, voltaram a ser do modelo simples, e elas são muito simples e leves, com a velocidade chegam a vibrar. Depois que o carro já percorreu muitos km, ele esquenta e aparecem grilos no acabamento que não aparecem enquanto ele está frio – parece coisa de projeto dos anos 80/90. Ao parar e usa-lo novamente, contudo, os grilos somem e só voltam depois de mais km percorridos. A portinhola do bocal de combustível só abre com a chave, não é indexada as travas elétricas, como nos Peugeots.
São críticas comuns a todos mas que a fábrica nunca as resolve apesar de serem fáceis de corrigir. Estabilidade não é irrepreensível assim como a resposta da direção em velocidades mais altas. Cambio longo é ótimo para economia de combustível mas sente quando o carro está carregado e o ar ligado, então as vezes é necessário reduzir bastante antes de ultrapassar – tudo bem se o motor não fosse bastante áspero na parte superior do conta-giros, poderia ter uma caixa de cambio de seis marchas. Comportamento em altas rotações ainda é pouco suave e sem brilho. Revenda ruim por ser versão de entrada e muito usada por frotas. Hoje o consumidor quer ainda mais conforto e visual mais modernos.

[Defeitos apresentados] Quebra das alças (cordinhas) que levantam o tampão do porta malas – a maioria dos Gols que vejo não tem mais essas alças, tamanha fragilidade. Esse tampão bate muito e gera grilos muito irritantes! Portas e vidros que batem. De resto nada, mecânica em ordem.

[Concessionárias] Não usei a rede. Essa é a vantagem do Gol. Os mecânicos já conhecem, a mecânica é robusta e no meu caso a manutenção é feita nos períodos regulares então não há porque ficar escravo da rede. Um amigo que não entende nada de carro e tem um exatamente igual ao meu me pediu ajuda porque o ar condicionado não estava resfriando, quis leva-lo na concessionária e lá ao abrir o capo viram que a bateria nova não tinha sido bem apertada, eles reapertaram a bateria e o ar voltou a funcionar. Deixaram o carro lá “testando” o ar só para ganhar no horário de mão de obra, um serviço que muito bem poderia ter sido feito de cortesia. Não foi nem entregue nota de serviço, nem nada. Provavelmente embolsados pelos funcionários, já que o pagamento foi realizado em dinheiro. Ou seja, passo longe!

[Comentários adicionais] Um carro honesto, amadurecido e que pode ainda evoluir nesses pequenos erros e se manter no mercado por mais alguns anos – apesar da idade de projeto – é um ótimo feijão com arroz! Construção sólida, mecânica simples, bem desenhado, hoje conta com alguns pequenos mimos, mesmo na versão básica, para a condução, e tem o básico do necessário para a boa convivência como um bom motor, baixo consumo sem ser muito exigido e fácil de manobrar. É um carro que faz muito bem o serviço diário.
É definitivamente melhor do que o modelo do qual deriva, o Polo. Tivemos um Polo aqui em casa, logo no lançamento, um 2003 com os faróis redondos, carro festejado pela imprensa mas horrível de ter. Muitos problemas, suspensão, cambio completamente mal dimensionados, ruídos parasitas, acabamento de tecido do forro do teto e portas descolaram… enfim, não dá para confiar somente no que a imprensa diz. Ela dirige o carro enquanto é novo, recheado de opcionais, bonitão, lançamento. Não atoa a pick-up que mais vende é a Fiat Strada, duramente criticada pela crítica especializada mas encontra fiéis admiradores nas ruas por conta da sua robustez para trabalho.
Temos um Etios Platinum aqui em casa, e mesmo bem menos rodado que o Gol, fazendo a manutenção na concessionária Toyota, ele é muito mais ruidoso ao rodar, tantos seus plásticos que batem muito, quanto a carroceria. Engraçado que a revenda Toyota não admite os ruídos, agem com perplexidade ao saber deles e cobra para verifica-los. Não oferece os mimos que o Gol peladão tem, como as chaves de seta e limpador de toque suave e com automatismos para respectivas funções, lux ambiente que acende quando tiramos a chave do contato e que se apaga lentamente, isso em um carro muito mais caro e Top de linha!
A revenda do Gol Standard é ruim pois a maioria que se interessou pelo meu carro ao revender preferiu comprar um Onix mais usado tanto em km quanto de ano, com motor mais fraco (1.0) por ser mais moderno no mercado mas inferior de uso, tanto pelo consumo quanto pelo comportamento. O povo quer chave canivete e até vidros elétricos atrás então renga esse modelo meu mais pelado. O Gol hoje é visto como carro de frota porém oferece um bom custo benefício e tem construção melhor do que GM Onix e Ford Ka mais modernos.

[Best Cars] É definitivamente a melhor e mais confiável opinião sobre automóveis do país! Desde sempre compro revistas de carros, leio em outras fontes, mas esse site é imbatível. Tiro o chapéu para vocês!! Detalhes aqui mostrados nas reportagens que hoje em dia nem mais são citados pela imprensa como por exemplo a deficiência do faróis de um certo modelo, vibração em outro, mostram o quão apaixonados e detalhistas são todos vocês! Obrigado por esse trabalho de excelência!!!

[Data de publicação] 21/2/20

 

 

[Nome] Clodoaldo Menegaço
[Cidade] Pedreira
[Estado] SP

[Versão] Power
[Motor] 1.6
[Ano-modelo] 2010
[Quilometragem atual] 70.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 3
[Espaço interno] 4
[Capacidade de bagagem] 3
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 3
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Relação desempenho /economia de combustível é o melhor do carro. Câmbio com engates precisos e suaves. Design. Qualidade na montagem da carroceria (sem soldas aparentes ou portas desalinhadas por ex).

[Principais aspectos negativos] Barulhos de acabamento (vidros, portas, painel são fontes constantes de barulho). Custava fazer um porta-luvas um pouco maior?

[Defeitos apresentados] O meu foi um daqueles “contemplados” com o famoso virabrequim que raja, a loja aceitou pagar a mão de obra e eu paguei as peças pra não criar conflito. Esse defeito na época do lançamento do carro deu o que falar pois a VW não aceitou fazer o recall mas trocou o motor de quem reclamou, só que muitos proprietários não perceberam o defeito e é lógico que a montadora não fez nada a respeito.

[Concessionárias] Fiz uma cotação do preço da troca de óleo, como o valor era maior que o da oficina mecânica de minha confiança, acabei não usando.

[Comentários adicionais] Apesar do problema que tive com o motor, considero o carro com um custo benefício muito bom. As peças são muito baratas tanto originais como paralelas. O motor e o câmbio parecem ser uma coisa única de tão bom “casamento” entre os dois. O ótimo torque em baixa deixa o guiar muito fácil e prazeroso. Anda muito e gasta pouco, o carro é bastante econômico tanto com gasolina como etanol. A suspensão firme (aliada aos pneus 195/55) transmite muita estabilidade em curvas, porém faz um pouco de barulho em pisos irregulares. Por último gostaria de deixar um conselho para quem está interessado em comprar um gol geração 5, compre o equipado com motor 1.6, de preferência o modelo Power que é o mais completo, esse motor VHC 1.6 é realmente o melhor da categoria.

[Best Cars] Gostaria de agradecer a Best Cars por manter e atualizar a sessão “opinião do dono” pois é aqui que as pessoas ouvem na maior parte das vezes a verdadeira realidade sobre os carros.

[Data de publicação] 2/6/17

[Nome] Cleber José Guimarães
[Cidade] Ribeirão Preto
[Estado] SP

[Versão] 1.6 Confortline com pacote Urban
[Motor] 1.6
[Ano-modelo] 2015
[Quilometragem atual] 10.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Parcialmente satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 3
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 4
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor]
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio]
[Freios] 4
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] O conjunto motor e caixa de marchas são os melhores; motor potente com bom torque em baixas rotações, câmbio preciso e macio, econômico: médias de 8,0/l com etanol e 12,0 com gasolina na cidade e 10,5 e 14,5 etanol/gasolina na estrada.

[Principais aspectos negativos] Os bancos dianteiros tem ajustes limitados e de assento curto, causa cansaço e viagens longas; faz barulho nas portas e vidros dianteiros, sob o painel, quando trafega em pisos irregulares e as famosas costelas de vaca. Porta-luvas pequeno, falta apoio para o pé esquerdo; muito útil em viagens longas. Revisões de 6 em 6 meses; oneram muito o custo para manter o carro.

[Defeitos apresentados] trepidação das portas e pequenos estalos nos vidros das portas; teve um recall nas lanternas traseiras.

[Concessionárias] São atenciosos na hora da venda; no pós venda não resolvem os problemas. Solicitei por duas vezes a regulagem das portas e disseram que o carro trepida mesmo e não tem como regular.

[Comentários adicionais] Na minha opinião apesar dos ruidos que incomodam é um bom carro. Está faltando capricho da montadora e interesse das concessionárias em resolver as solicitações dos cientes. Se a Fábrica instalasse os bancos do Fox e adicionasse borrachas duplas nas portas resolveriam e melhoraria muito o veículo.

[Best Cars] É leitura obrigatória para quem gosta de carros com eu e para quem está em dúvidas sobre o que comprar.

[Data de publicação] 3/6/16

[Nome] Tiago Silvério
[Cidade] Patos de Minas
[Estado] MG

[Versão] Power G5
[Motor] 1,6 8V
[Ano-modelo] 2012
[Quilometragem atual] 90.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] De 3 a 5 anos

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 3
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 3
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Carro muito bom de estrada, com desempenho excelente para o porte, consumo muito bom, estável, durabilidade de itens de desgaste normal, ótimos faróis e freios adequados.

[Principais aspectos negativos] Espaço no banco traseiro, forro de porta com ruídos desde que o carro era novo, vidros ruidosos, posição de dirigir para mim que sou alto obrigava a perna direita a ficar flexionada, o que incomodava dependendo do tipo de calçado utilizado para dirigir.

[Defeitos apresentados] Freio com estalo sempre que mudava a direção, por exemplo na primeira freada ao dar ré ou ao andar para frente, que as concessionárias não conseguiram identificar mas que não afetava o desempenho do conjunto, troca dos 4 motores elétricos dos vidros, vazamento na junta do cabeçote que foi resolvido na revisão de 10.000 km, troca da peça do câmbio logo abaixo da alavanca (cabos). Serviços executados em garantia.

[Concessionárias] Todos os serviços solicitados foram resolvidos em garantia, as revisões foram feitas de acordo com os valores de fábrica, porém não conseguiram resolver o problema do barulho no freio dianteiro e também um barulho na porta traseira que até a última revisão também não conseguiram resolver. Fui muito bem atendido na concessionária de Luziânia – GO, o que surpreendeu.

[Comentários adicionais] Compraria outro, sem dúvida, mas dessa vez com mais itens de segurança.

[Best Cars] Sou fã incondicional do BC desde quando conheci o site em 2005. A riqueza de informação, a seriedade e imparcialidade do site fazem com que seja fonte de leitura obrigatória para quem quer saber ou entender do mundo do automóvel.

[Data de publicação] 20/11/15

[Nome] Geraldo
[Cidade] São Paulo
[Estado] SP

[Versão] Rallye 16V
[Ano-modelo] 2014
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Parcialmente satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 5
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 4
[Capacidade de bagagem] 3
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] O novo motor 16V ficou ótimo! Esperava que fosse um pouco “manco” em baixo giro, mas me surpreendi no test-drive. Câmbio levíssimo, suspensão ideal para a buraqueira e as lombadas de SP, visual bacana. A estabilidade não é muito diferente do Gol normal, apesar do Rallye ser mais alto.

[Principais aspectos negativos] Acabamento simples, mesmo com bancos de couro. Por dentro o carro não está coerente com o alto preço. Porta-malas pequeno, mas isso é normal nesse tamanho de carro.

[Defeitos apresentados] Sem problemas, pois é bem novo.

[Concessionárias] Ainda não fiz revisões. Na compra, sem problemas.

[Comentários adicionais] O motor deu nova vida ao Gol. O antigo era esperto em baixo giro, mas acabava ali. O 16V ficou bem mais alegre e esportivo, além de ser econômico.

[Best Cars Web Site] Site imprescindível.

[Data de publicação] 18/7/14

[Nome] Bruno Guimarães
[Cidade] Belo Horizonte
[Estado] MG

[Versão] Rallye Manual 1.6
[Ano-modelo] 2014
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Insatisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 3
[Instrumentos] 3
[Itens de conveniência] 2
[Espaço interno] 3
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 4
[Consumo] 3
[Câmbio] 5
[Freios] 3
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 3
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] A mecânica VW é inquestionável, realmente é tudo muito justo e bem feito e o comprei justamente pensando nisso. A firmeza da suspensão é muito boa para a estrada e a agilidade de respostas do motor é ótima para a cidade. Acho muito bonito o carro e foi o segundo motivo da minha aquisição. Rede de proteção no porta-malas e luz, poder configurar muitas coisas como o barulho do alarme e o pisca ao acioná-lo, rebatimento do retrovisor para ver o meio fio ao engatar ré, tamanho dos espelhos retrovisores externos, volante multifuncional de fácil uso, mostrador de velocidade digital no computador de bordo. Luzes internas por todo o carro, são 4, 1 dianteira esquerda/direta, 1 traseira esquerda/direta, 1 para cada para-sol. Ar condicionado parece um freezer frost-free. O meu tem poucos problemas em vista dos colegas que tem relatos por aqui.

[Principais aspectos negativos] Muito espartano para um carro de mais de 40 mil. O fato do rádio não ser 2din (ou ter espaço para), os controles do vidro elétrico traseiro estarem no painel, não ter botão de abertura do porta malas no painel (o modelo mais simples tem), porta-luvas que não cabe nem o próprio manual do veículo, porta-trecos que só cabem canetas, porta-malas não é revestido (encosto do banco traseiro), limitador de velocidade em 175 km/h, freios sub dimensionados (para quem exige um pouco mais). O banco não é confortável em viagens acima de 300 km.

[Defeitos apresentados] Barulho oco ao abrir as portas do lado direito. Vidro elétrico dianteiro-direito queimou 3 vezes (está agendado na concessionária para ver essa 3ª vez no dia 26/03) e junto com ele o módulo de levantar e abaixar os vidros do alarme.

[Concessionárias] Só querem saber da diferença entre preço de compra e preço de venda, ou seja, se eles compram da fábrica por 40 e vendem ao consumidor por 60, só querem saber dos 20, e no final parece que nem sabem se venderam pra uma pessoa ou pra um cachorro. A fábrica idem. Levei na concessionária para ver as portas do lado direito com um barulho oco, levei na concessionária para olharem, a moça me explicou sobre o ajuste das portas, mas não resolveram o problema, só depois de muito pensar, consegui resolver. Sobre o problema dos vidros, também levei na concessionária, é muito engraçado pois cada “consultor” técnico dá a sua versão do problema, mas não querem escutar o cliente relatar como o problema começou a acontecer, portanto acredito que vamos ficar nesse vai e vem até lá pra 50ª troca de módulo de vidros e aí quando eles começarem a ver o tamanho do prejuízo aí talvez resolvam escutar o cliente. A única que parece entender um pouco mais dos carros (mas mesmo assim não escuta o cliente) aqui em Belo Horizonte é a Carbel, o resto não confio, nem na Garra que é do mesmo grupo e sempre que vou lá sou enxotado, parece que tenho cara de pedinte, só pode.

[Comentários adicionais] Não compro mais Gol e talvez VW também não. Quero deixar bem claro que o que vou dizer agora não é defendendo a FIAT, pois tive carros dela por 9 anos e mesmo assim não considero uma boa marca, mas de todos os FIAT que já tive nunca tive tantas dores de cabeça em tão pouco tempo, não importa se são problemas grandes ou pequenos, já tive 2 palio 1.0 8v, 1 palio 1.4 8v, 1 idea 1.8 8v, 1 punto 1.8 16v e por incrível que pareça o melhor que já tive foi o idea que comprei usado com 40 mil km. É uma pena e uma decepção ver que uma marca que voce acredita ser melhor, na verdade te mostra ser muito pior, principalmente no tratamento/atendimento. E digo isso porque não considero o problema dos vidros como sendo uma coisa pequena, pois tenho amigos que tem voyage e gol de outros modelos e esse já é um problema desde 2009 que até hoje (5 anos depois) ainda não foi corrigido. Isso é um longo desrespeito com o consumidor e não quero ser mais um enganado. Comprei um carro, não comprei uma moto, motos tem motor e mais nada e deste carro a única coisa que estou aproveitando é o motor, não quero isso mais pra mim. Comprei um carro de nível inferior mas achando que estava comprando um bom carro básico, pois precisava juntar dinheiro para comprar meu apartamento, ledo engano. Infelizmente pretendo partir para um japonês usado.

[Best Cars Web Site] Acho que poderia ser mais divulgado para poder ter mais opiniões de donos, pois é muito útil, o que vale é a opinião de quem usa. Sempre consulto aqui e indico para amigos antes de comprar carros. Acho muito útil também a seção de Guia de Compra.

[Data de publicação] 4/4/14

[Nome] Antônio Carvalhal
[Cidade] Chapecó
[Estado] SC

[Versão] Power 1.6
[Ano-modelo] 2013
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 30.000 km
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Tudo nele é sensacional. Sempre quis ter um Gol Power, mas jamais imaginaria que o custo x benefício desse carro fosse absurdamente fenomenal. Apesar de parecer um carro “simples” pela popularidade da marca, ele não passa nem perto de ser um carro comum.

[Principais aspectos negativos] Nada

[Defeitos apresentados] Apenas um mau contato no cabo do farol direito e a mangueirinha do limpador traseiro ter escapado

[Concessionárias] Muito bom e muito atenciosos…mas sabem que o preço da manutenção deles é complicada…

[Comentários adicionais] A antiga propaganda do Gol fala tudo sobre o carro: “Use sem dó”. Podem usar sem medinho algum de estragar, pq o bicho é valente e resistente.

[Best Cars Web Site] Acho que o Best Cars é fenomenal. Comprei uma moto Virago 250 me baseando pela opinião dos donos, e a moto é EXATAMENTE como narrada pelos proprietários. Fiz uma compra fantástica utilizando a opinião dos leitores do site.

[Data de publicação] 21/3/14

[Nome] Murilo Fioritti de Assis
[Cidade] São Paulo
[Estado] SP

[Versão] I trend 1.6
[Ano-modelo] 2013
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 20.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 4
[Capacidade de bagagem] 2
[Motor] 4
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Este gol g 6/ 2 portas Itrend e uma versão completa com todos os opcionais mais aro 16 de fábrica , carro muito estável , seguro e econômico .

[Principais aspectos negativos] O motor já está na hora de ter mais potência , o acabamento interno poderia ter materiais mais nobres.

[Defeitos apresentados] Até o presente momento zero de defeitos , vide confiabilidade do modelo e tecnologia Vw..

[Concessionárias] Comprei na Caltabiano em São Paulo e fiz a primeira revisão lá e atendeu a contento .

[Comentários adicionais] Carro ótimo para o uso diário , viagens bem robusto característica deste modelo em específico.

[Best Cars Web Site] Otimo veículo de informação para autoentusiastas.

[Data de publicação] 14/11/13

[Nome] Víctor Ferreira
[Cidade] Teresina
[Estado] PI

[Versão] Power 1.6
[Ano-modelo] 2011
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 15.000 km
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 5
[Acabamento] 2
[Posição de dirigir] 3
[Instrumentos] 2
[Itens de conveniência] 2
[Espaço interno] 3
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 3
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 3
[Segurança passiva] 1
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Estilo: algo muito subjetivo, mas acho que o Gol GV é o hatch compacto mais bonito da categoria. Linhas harmônicas, vigorosas e únicas. Vamos ver se esse face-lift de 2012-2013-2014 manterá o belo conjunto.
Posição de dirigir: é baixa e legal para quem quer achar um acerto mais agressivo. Só é ruim para pessoas altas, pois se fica com os joelhos muito dobrados ou com as mãos distantes do volante.
Espaço interno: é bom para todos os ocupantes. Pessoas altas (como eu) não sofrem muito com ele, nem ao volante, nem como passageiro (na frente ou atrás).
Porta-malas: é de bom tamanho para um hatch compacto. Houve uma sensível evolução de uma geração para outra do Gol. A luz do porta-malas é razoável, se comparada a outros modelos superiores que possuem piores (Focus, por exemplo).
Motor: muito bom e silencioso. Trabalha com folga com o peso que carrega, ao contrário do que ocorre com o Golf.
Desempenho: a melhor parte do carro. O motor é ágil em baixas rotações e forte em altas. O torque está praticamente todo disponível com 1.500 rpm. Devido à baixa relação peso-potência (9,5 kg/cv), é um rocket-pocket: é fácil chegar a 120 km/h dentro da cidade. Já consegui atingir 190 km/h com ele numa pista com ligeiro aclive, dentro de 3 km.
Consumo: para a idade do projeto do motor, é muito bom. Faz 9,5 km/l na cidade e 13 km/l na estrada, dados obtidos com gasolina. Dou um conselho: para atingir esses números, sigam as recomendações do fabricante. Dirigir sob baixas até 1.500 km (trocar marcha em até 2.000 rpm), para então subir a faixa de mudança de marcha para 2.500, 3.000 rpm de forma gradativa. Muita gente fica debochando de carro que consome muito, mas se esquece de sua parcela de culpa nos primeiros dias com o carro – a estratégia tola do “amaciamento”.
Câmbio: é outra maravilha. Exato como a pontualidade alemã. Não tem como engatar marcha errada, pois ela cai suavemente no ponto desejado. Não é a toa que forçar um erro faz com que o conjunto produza um barulho ensurdecedor e insuportável, como se o câmbio fosse quebrar inteiro.
Freios: meu carro não tem ABS, mas nem por isso me deixou na mão nos momentos em que mais precisei. Contudo, o preço desembolsado tornaria essencial esse item de segurança.
Suspensão: absorve bem os impactos das “impecáveis” rodovias pátrias, mas começa a apresentar alguns ruídos chatos após 12.000 km. O desgaste natural dos componentes da suspensão desse carro incomoda.
Estabilidade: é razoável, graças mais ao jogo de pneus 195/55 R15. A suspensão ajuda, mas acredito que são os pneus que fazem a diferença.
Relação custo-benefício: se não fosse o preço relativamente salgado do seguro, a nota seria maior. É um carro muito durável, com bom valor de revenda e com ampla oferta de peças de reposição – tanto nas oficinas autorizadas quanto no mercado paralelo.

[Principais aspectos negativos] Acabamento: de confortável e agradável, só o banco. Os componentes internos em geral são feitos de um plástico duro e áspero.
Instrumentos: só os essenciais para saber o que passa de mais importante com o carro. Velocímetro, conta-giros, temperatura do óleo e medidor de combustível. O computador de bordo é bem espartano, contando somente com odômetro total e parcial e relógio.
Itens de conveniência: só possui luzes de cortesia nos para-sóis e no centro do habitáculo traseiro.
Segurança passiva: ridícula. Um carro que é vendido por mais R$ 40.000,00 deveria ter, no mínimo, ABS de série. Airbag, nem em sonho. EBD? RÁ!

[Defeitos apresentados] * Barulhos na porta traseira esquerda. Não deve ser problema crônico, mas existe esse inconveniente em meu carro.
* Um barulho estranho quando o carro arranca em rotação baixa. Há tantas causas possíveis para isso, desde o desgaste natural até .

[Concessionárias] No início a rede deixava muito a desejar. Contudo, a VW parece que ouviu as sonoras críticas e passou a tratar melhor os consumidores, fornecendo informações sobre os serviços prestados. Só recomendo uma consulta prévia aos preços das revisões programadas, pois a “empurroterapia” ainda existe no Brasil.

[Comentários adicionais] Esse carro é para quem tem pouco dinheiro, mas não abre mão do prazer em dirigir. Potente, econômico e barato de se manter – desde que não pague muito seguro, hehe.
Além disso, é um carro para solteiros. Pessoas casadas ou com família pequena, procurem outro carro que ofereça melhor segurança passiva.

[Best Cars Web Site] É um site que estabelece critérios rigorosos para que alguém poste avaliação dos leitores sobre carros. Isso transmite credibilidade e confiança para as informações aqui postadas, uma vez que impede a depreciação barata, chula e imbecil de muitas pessoas que ficam falando mal de carros em vários sites por aí – sem nunca ter feito sequer um test drive no carro ou marca testado.
Enfim, parabéns à equipe Best Cars.

[Data de publicação] 14/7/12