Toyota RAV4 (todas as gerações)

[Nome] Alexandre Bello
[Cidade] São Bernardo do Campo
[Estado] SP

[Versão] 4×2
[Ano-modelo] 2011
[Combustível] Gasolina
[Quilometragem atual] 10.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] –
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Conforto e espaço interno impecáveis. Anda muito bem e com consumo comedido. O carro está sempre na mão e transmite muita segurança. Alto e com estabilidade e freios excelentes, posição de dirigir explendida.

[Principais aspectos negativos] Até agora nada. É um toyota. Forte, robusto e confiável. Parece um trator, só que com conforte de sedã.

[Defeitos apresentados] Sem defeitos até o momento.

[Concessionárias] Acho que é por isso que o preço do carro é um pouco salgado. As concessionárias sabem que só vão trocar óleo e nada mais. O carro não dá manutenção.

[Comentários adicionais] Viajem de 3200 km, quatro pessoas e muita bagagem. Muito conforto, meu filho chegou a dizer que foi o unico carro em que conseguiu dormir, pois os bancos trazeiros são reclináveis e o espaço para as pernas é fantástico. Consumo na estrada acima de 11,5 km por litro, andando sempre entre 130 e 140 km por hora. Parece muito, mas não se percebe que estamos acima dos limites, cheguei a andar acima de 160 km por hora sem perceber, e o carro totalmente grudado no chão.

[Best Cars Web Site] Excelente espaço para postar nossos comentários, utilidade para quem procura informações antes de decidir pela compra de um automóvel. Parabéns.!!

[Data de publicação] 27/7/12

[Nome] Luiz Gomes
[Cidade] RIO DE JANEIRO
[Estado] RJ
[E-mail] não publicado a pedido

[Versão] 2.4 4×2
[Ano-modelo] 2012
[Combustível] Gasolina
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 3
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Robustez,imagem Toyota de confiabilidade,câmbio muito bem acertado com o motor, espaço interno excepcional. Ar condicionado dual-zone muito bom.

[Principais aspectos negativos] Para seu preço, faltam computador de bordo (faz falta em viagem), ajuste lombar (também faz falta em viagem), airbags “cortina” para os passageiros de trás e trava automática das portas. Acabamento de painel e portas de plástico duro e não muito agradável ao toque, além de produzir algum ruído. A suspensão traseira, em alguns buracos maiores, produz um barulho seco, parecendo não absorver bem o choque (aliás, este é um comentário que foi feito por um outro proprietário aqui neste espaço e que pude confirmar).

[Defeitos apresentados] Sem defeitos

[Concessionárias] Não precisei utilizar e a primeira revisão (10 mil km ou 1 ano) ainda está por ser feita. A conferir. O atendimento na compra foi muito correto e profissional, sem exageros.

[Comentários adicionais] Fiz recentemente uma viagem de 2.500 km com o carro, com base na qual fiz esta avaliação. No seu segmento, a RAV4 é a única com motor 2.4 e a decisão de comprá-la, apesar do preço muito caro em relação à concorrência, se mostrou acertada. Na estrada não faltam torque e potência ao motor. O câmbio de 4 marchas (teoricamente defasado) se mostrou impecável, em nenhum momento senti falta de mais marchas. A 100km/h está a 2.500rpm, a 120km/h a 3.000rpm e basta apertar o acelerador que a resposta é imediata. A suspensão é macia, porém firme, a RAV4 tem um comportamento muito próximo de um carro. Fiz uma “puxada” direta de 950km e cheguei inteiro (tenho 60 anos…) e chegaria ainda melhor se tivesse ajuste lombar no banco.

[Best Cars Web Site] É minha referência para pesquisa sobre o tema. Sugiro, apenas, colocar a data da publicação das matérias.

[Data de publicação] 2/6/12

[Nome] Eduardo Teixeira
[Cidade] Rio de Janeiro
[Estado] RJ
[E-mail] não publicado a pedido

[Versão] 2008
[Ano-modelo] 2008
[Combustível] Gasolina
[Quilometragem atual] 50.000 km
[Tempo há que possui] De 3 a 5 anos

[Grau de satisfação com o carro] Insatisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] –

[Estilo] 3
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 3
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 4
[Consumo] 3
[Câmbio] 3
[Freios] 2
[Suspensão] 2
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 2

[Principais aspectos positivos] Na minha opinião é um carro muito bonito, tem um espaço interno excelente, seguro, estável, motor forte e confortável.

[Principais aspectos negativos] Gasta pastilha de freio em demasia e acelera a troca do disco de freio. Para um carro de mais de 100 mil não vem com banco de couro, one touch, está listado no globo com o 13 carro mais depreciado do mercado. Fui vender meu carro este mês e acredite, a Toyota ofereceu menos que a Mitsubishi pelo meu carro. Ela própria desvaloriza seu veículo. Comprei 0km em dezembro de 2008 por 108.000,00 e vendi por 54.500,00 este mês. Vários revendedores disseram que se fosse diesel iria ser melhor. Para mim não compensa comprar uma RAV. Prefiro pagara a mais e comprar uma pajero full. A mão-de-obra e peças da RAV é absurdamente cara!!!

[Defeitos apresentados] Disco de embreagem com desgaste excessivo, precisando ser trocado muito rapidamente, bateria pifou com 1 ano de uso. Muito barulho na traseira que só passa quando o asfalto da rua é lisinho, o que é raro!

[Concessionárias] Quando fui a Toyota para vender o meu objetivando trocar por uma Hilux desvalorizaram o carro querendo pagar menos que outras. Na hora da compra não te explicam nada e tentam empurrar tudo. (comprrei na GREEN MOTORS BARRA DA TIJUCA-RJ) Na mão-de-obra eles metem a mão e só melhoram o preço depois de você chorar muito.

[Comentários adicionais] Eu desisti da Toyota. Só compraria se fosse a Hilux Diesel ou o Corolla porque tem uma revenda maravilhosa. Mas desta vez eu parti para Mitsubishi!

[Best Cars Web Site] Excelente meio de pesquisa para termos uma idéia do carro que estamos pretendendo.

[Data de publicação] 14/1/12

[Nome] andre bonelli rebouças
[Cidade] salvador
[Estado] BA
[E-mail] não publicado a pedido

[Versão] 4X2 2.4
[Ano-modelo] 2011
[Combustível] Gasolina
[Quilometragem atual] 30.000 km
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 3
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 4
[Freios] 5
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Volto ao site, pouco mais de um ano após ter dado minhas primeiras impressões sobre o RAV. Ratifico basicamente todos os comentários que fiz anteriormente (vide nesta mesma seção) em relação à dirigibilidade, motor, acabamento, economia, custo benefício, itens de conveniência etc, etc. Mas disse eu à época que voltaria mais tarde para falar como um consumidor que usou o carro por pouco mais de um ano, tendo rodado quase 30.000 km preponderantemente em trânsito urbano e em escala menor nas estradas mal asfaltadas de nosso Estado. Esporadicamente transitei também por estradas de terra, de modo que deu pra ter uma visão mais ampla do comportamento desse SUV da Toyota.

[Principais aspectos negativos] Naquela oportunidade falei dos ruídos produzidos pelo banco traseiro. Continuaram durante todo o período de uso, sem ser solucionado pela concessionária. Não é algo insuportável, mas não deixa de incomodar um pouco os pequenos rangidos e grilos que vão aparecendo quando se trafega em áreas de piso mais crítico (o que é comum em nossas vias…). Me parece que esses ruídos são devidos às inúmeras regulagens, trilhos, alavancas, dobradiças e divisórias que tem o banco. A intenção da fábrica deve ter sido a de proporcionar versatilidade na utilização de espaços, mas faltou um melhor ajuste no projeto.
O outro problema que também detectei àquela época foi a rigidez da suspensão, que, embora patrocinasse excelente estabilidade, trazia certo desconforto. Além do mais, falei também de uma pancada seca vinda da suspensão traseira, que eu achava que era porque chegava ao fim do curso.Mas não é. Na verdade é um barulho que aparece em certas circunstâncias, geralmente quando se passa por um buraco mais anguloso, onde o eixo é forçado para trás. A impressão que tenho é que as buchas de ancoragem dos braços ou tensores estão subdimensionadas, o que produz uma pancada seca, em situações mais extremas.

[Defeitos apresentados] Quebra de peças, equipamentos, etc, não aconteceu. Tudo no carro funcionou, desde o início, sempre do mesmo jeito. Destaco apenas os pontos negativos acima.

[Concessionárias] O atendimento é gentil, mas de eficiência duvidosa. Na Terra Forte, aqui em Salvador, colocaram, nas revisões de dez e vinte mil, 400 ml de óleo no motor acima da quantidade recomendada pelo fabricante. Só descobri porque nos dias seguintes às revisões constatava o excesso na marcação da vareta. Voltei à concessionária nas duas vezes e eles recolocaram óleo no nível certo. Depois descobriram que a bomba de óleo da oficina, utilizada para encher os cárteres, não estava devidamente aferida.

[Comentários adicionais] Confirma a velha fama dos caros da Toyota, de que não dão maiores problemas. É um SUV simples em itens de conveniência, sem muitas firulas, mas passa mesmo a impressão de robustez.

[Best Cars Web Site] Muito boa. Imprescindível!

[Data de publicação] 14/1/12

 

SEM COMENTÁRIOS