Peugeot 308

[Nome] Luiz Rodolfo
[Cidade] Guarulhos
[Estado] SP

[Versão] Griffe THP
[Ano-modelo] 2014
[Combustível] Gasolina
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Motor 1.6 turbo é surpreendente, com torque em baixíssima rotação (24,5 mkgf a tão somente 1.400 rpm) passa impressão de um motor bem superior, conferindo 0-100 km/h em somente 8,3s, apesar da versão THP pesar 1468 kg (em ordem de marcha).
Câmbio é suave, não apresenta qualquer tranco, é bem escalonado, trocas imperceptíveis, mantém baixas rotações e a 120 km/h está em 2.700rpm. Além disse o câmbio reduz as marchas durante a frenagem, assim permitindo que se economize o freio. Também utiliza bastante o freio motor em descidas, deixando o carro bem seguro. Câmbio e motor formam um perfeito casamento.
Teto de vidro panorâmico (Cielo) é sensacional, conferindo exclusividade e charme peculiares ao veículo. Todos gostam.
Luz diurna LED confere charme e proporciona segurança, inclusive é um item obrigatório em alguns países.
Isolamento acústico muito bom, em parte por causa do parabrisa acústico.
Maior porta malas da categoria, com 430 (quatrocentos e trinta) litros.
Vasta lista de equipamentos de série: airbags frontais, laterais e de cortina; controle de estabilidade (ESP) e controle de tração (ASR); navegador com tela de 7″ (inclusive possui informações de trânsito); bancos em couro; rodas 17″ e ótimos pneus Michelin Primacy HP 225/45 R17; ar condicionado digital bizone com saída e controle independente para o banco traseiro; cortina elétrica do teto solar; alarme (perimétrico e volumétrico); retrovisores externos com rebatimento elétrico; etc…

[Principais aspectos negativos] Este é um carro que apresenta, obviamente, um certo “espírito esportivo”, portanto tem uma suspensão relativamente rígida, e combinada com os pneus 225/45R17, temos um certo desconforto em vias irregulares, mas sinceramente nada de outro mundo. Este não é um aspecto negativo, mas tão somente uma característica que é perfeitamente aceitável nesta categoria de carro.
Abertura do bocal do tanque de combustível com chave, inaceitável para um carro desse valor.

[Defeitos apresentados] Apenas o marcador de combustível não marca com precisão, acusando sempre um pouco menos combustível do que efetivamente tem. Problema simples de resolver pela ccs.

[Concessionárias] Este é o meu terceiro veículo Peugeot-Citroen, e particularmente nunca tive problemas com as concessionárias.

[Comentários adicionais] O consumo de combustível deste veículo é bem interessante, ficando na média de 14,5km/l no uso rodoviário e 10km/l no uso urbano. No trânsito muito pesado cai para 8,5km/l.
Sempre abasteci somente com Gasolina Podium.
Os detalhes escuros desta versão THP (rodas escuras, retrovisores escuros, colunas laterais escuras, teto de vidro escuro) harmonizaram muito bem. Carro muito bonito.
Custo benefício imbatível, pois na faixa dos R$73mil não há concorrentes diretos considerando potência x espaço interno x lista de equipamentos x design.
Fiquei pesquisando por 5 meses antes de decidir comprar o 308 THP. Recomendo totalmente.
Acabamento interno é muito bom. O painel é todo emborrachado. Detalhes em aço escovado (volante e pedaleiras).
A definição da tela do navegador é altíssima, ficando perfeitamente visível sob qualquer claridade. Outro aspecto positivo é em relação a posição da tela, que fica bem no topo do painel, assim não tira sua atenção durante a condução do veículo.
O volante da versão THP é um dos melhores que você pode ter, possui base achatada e pegada firme. Nota 10!!

[Best Cars Web Site] Atualmente é o melhor site automotivo, ouso em dizer que talvez seja o único imparcial.

[Data de publicação] 21/3/14

[Nome] William Cardoso
[Cidade] Brasilia
[Estado] DF

[Versão] Allure 1.6
[Ano-modelo] 2013
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 30.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 5
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 4
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 4
[Freios] 4
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Motor 1.6 mesmo com o alto peso do carro consegue dar conta do recado, graça ao comando de valvulas variavel, percebe-se bastante torque a partir de 2.000 rpm, alem de ser bastante divertido em alta rotaçao (sobe muito rapido). O nivel de equipamento tambem agrada frente ao preço do veiculo, (na epoca 52.000). Espaco interno adequado. Freios bem dimensionados ao porte do carro. Consumo no etanol razoavel (9,5 ˜ 10 estrada / 6,5 na cidade). Pneus Michelin Primacy sao excepcionais!

[Principais aspectos negativos] Suspensao muito dura. Mesmo com aro 16 perfil 55 acaba sendo desagradavel em algumas situaçoes. Nao quero imaginar com aro 17 perfil 45, deve ser sofrivel. Pintura muito fragil. Esse veiculo tem um problema cronico, as portas traseiras. E um problema de fabricaçao, as portas traseiras sao mais estreitas do que o vao no chassis, o que acaba resultando na seguinte situaçao ou vc abre mao da estetica, trazendo a porta para dentro do chassis e evitando os ruidos provocados por essa folga, ou aguenta os ruidos (duvido) e mantem a porta alinhada com o chassis.

[Defeitos apresentados] Nenhum de grande relevancia. Bolhas na parte superior do volante (problema recorrente em inumeros veiculos e alvo de recall branco). Desgaste prematuro dos discos e pastilhas de freios dianteiros (provavelmente devido a mal dimensionamento em relaçao a massa do veiculos) o carro freia bem, muito bem mas cobra o desgaste muito cedo. Previsao de troca de pastilhas dianteiras com 40.000 km, discos aos 70.000 km.

[Concessionárias] A falta de peças em estoque e o grande problema da rede. Qualquer solicitaçao que nao seja item de consumo, demora de 15 a 30 dias para ser entregue. Algo inaceitavel para o porte do veiculo.

[Comentários adicionais] 30.000 km com 1 ano de uso. O carro esta sendo posto a prova, terrenos mal pavimentados, buracos, estratofericos da regiao, quase sempre com carga, motor e cambio e suspensao sendo colocados a prova ao andar com uma direçao mais esportiva. Por enquanto esta sendo aprovado.

[Best Cars Web Site] Seçao extremamente relevante para quem deseja comprar um veiculo!

[Data de publicação] 21/2/14