Audi A5 e A5 Sportback

Audi A5 e A5 Sportback

Participe: opine sobre seu carro

 

[Nome] Igor BdA
[Cidade] Macaé
[Estado] RJ
[E-mail] herrigor@terra.com.br

[Versão] Sportback 2.0 FSI
[Ano-modelo] 2011
[Combustível] Gasolina
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 4
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] O carro é absolutamente lindo, um prazer em dirigir e bastante versátil por conta das portas extras e do primoroso acesso ao porta-malas, além de ser muito bem acabado e apresentar um consumo misto efetivo em torno dos 15 km/l.

[Principais aspectos negativos] Alguns equipamentos de conforto e conveniência que “existiam” nos modelos oferecidos à avaliação da imprensa (como pode ser visto em matéria do próprio BestCars, inclusive), tais como sensor de estacionamento com gráfico, rebatimento elétrico dos retrovisores externos, comandos por voz, entre outros, foram simplesmente “esquecidos” na versão única oferecida ao consumidor.

[Defeitos apresentados] Mau cheiro invadindo a cabine em velocidades superiores a 100 km/h e que foi atribuído pela concessionária a defeito no catalisador.

[Concessionárias] Levar seu carro na única concessionária da Audi no Rio de Janeiro provavelmente só pode ser comparado a enviar um filho para a guerra: não se sabe se ele voltará, nem quando e tão pouco em que condições. Pensar nesta concessionária da Audi no Rio acaba sempre trazendo sentimento de arrependimento da compra do carro, seguido de uma vontade quase incontrolável de trocá-lo em um outro carro qualquer de outra marca. Qualificar simplesmente como péssima, pelo menos no RJ, é verdadeiramente insuficiente para traduzir o quão absurda e aterrorizante a sua incapacidade técnica realmente é. Gostaria muito que fosse diferente, pois a mesma não condiz em nada com a marca ou com o carro. Talvez se não houvesse apenas uma concessionária Audi em todo o estado do Rio de Janeiro a situação fosse diferente, porém, hoje, o tratamento é de reféns em cativeiro.

[Comentários adicionais] Automóvel belíssimo. Chama atenção por onde passa sem ser ostentoso. Consegue ser esportivo e elegante como poucos. E nisso o marketing da Audi tem realmente toda razão, pois o carro, para todos os efeitos, é um coupé esportivo, mantendo, contudo, todo o conforto de um sedã de luxo e com um baita porta-malas que deixaria muita perua e utilitário morrendo de vergonha.
O acabamento é do mais alto nível, com materiais de primeira linha e arremates sem críticas. Muito conforto sem comprometer a estabilidade. Tem um desempenho excelente e que surpreende em face do extremo silêncio do conjunto mecânico! Se bem que poderia haver um pouco menos de silêncio quando no modo Sport, mas, enfim, essa é uma característica do carro que foi pensada para o conforto em viagens mais longas. O espaço para quem viaja atrás é muito bom, porém torna-se limitado se o passageiro tiver pouco mais de 1,80m de altura.
O consumo é um capítulo à parte, pois mesmo com seus 214cv e com uma performance exemplar, atinge-se, com máxima facilidade, médias de 11 km/l na cidade e 17 km/l na estrada, o que acaba indiretamente escancarando a realidade de quão baixo é o nível tecnológico dos motores oferecidos nos ditos carros populares. Por fim, há de se ficar atento com valetas, rampas e lombadas, pois o carro é baixo e seu longo entre-eixos não facilita esta (desagradável, porém possível!) tarefa.

[Best Cars Web Site] Fundamental tanto para quem é entusiasta quanto para quem está pensando em trocar de carro.

[Data de publicação] 10/9/11

 

SEM COMENTÁRIOS