Triumph Tiger

Triumph Tiger 800 XCX

 

Participe: envie opinião sobre sua moto

 

[Nome] Tairon
[Cidade] RECIFE
[Estado] PE

[Versão] Tiger XRX
[Motor] 800
[Ano-modelo] 2015
[Quilometragem atual] 30.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Parcialmente satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 4
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 1
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] O principal destaque da moto vai para o motor. Super elástico e potente, um ronco maravilhoso. O pacote de eletrônica é sensacional. Acelerador eletrônico, controle de tração, opções de personalização de pilotagem, ABS e etc. O acabamento da moto é excelente. A Triumph se preocupa com os mínimos detalhes, até o cavalete de descanso lateral é diferenciado. De fato uma moto premium.

[Principais aspectos negativos] Esquenta bastante no trânsito pesado, mas o ponto negativo que merece destaque é o consumo! Elevadíssimo! Bebe demais! Em Recife, pegando muito trânsito chega a fazer 12km/l. Eu acho um absurdo! Já troquei de posto, mudei o estilo de pilotagem, fiz todo tipo de regulagem com meu mecânico e a moto continua bebendo pra caramba. Mas também é o único defeito. Minha melhor média com ela até hoje foi 18km/l andando a 90km/h na rodovia, mas só pra testar, pois se quisesse andar nessa velocidade não compraria uma moto de alta cilindrada. Enfim, na BR costuma fazer 16km/l (rodando com os 3 bauletos). Já ia esquecendo… Peças de reposição caríssimas!

[Defeitos apresentados] Nenhum defeito nesses 32 mil km rodados. Muito confiável!

[Concessionárias] Nunca usei. A Triumph de Recife fechou pouco depois que comprei a moto e tive a sorte de pegar o contato do chefe de oficina de lá, Geraldo, que abriu uma oficina própria. O cara manja muitíssimo de Triumph e tem todos os equipamentos necessários para as manutenções.

[Comentários adicionais] Se você quer uma moto excelente pra viajar sem ter dor de cabeça, essa é a moto! Desde que vc tenha uma boa grana pra não se preocupar com o consumo. Não recomendo para uso urbano.

[Best Cars] Muito top! Sempre pesquiso aqui antes de comprar qualquer moto ou carro!

[Data de publicação] 31/5/19

 

 

[Nome] Amauri Valle
[Cidade] Machadinho Do Oeste
[Estado] RO

[Versão] TIGER 800 ABS
[Motor] 800
[Ano-modelo] 2014
[Quilometragem atual] 80.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 3 a 5 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 4
[Conforto] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 4
[Freios] 4
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Adquiri a moto zero km na CWB Curitiba, fiz li o manual, fiz uma viagem de 400 km e voltei no outro dia andando rigorosamente como manda o manual, e fiz a revisão dos 800 km. Revisão feita peguei a estrada para Rondônia, 3 mil km de estrada, e portando pude amaciar a moto completamente na BR andando rigorosamente como manda o manual dentro das faixas de rotação e velocidade, em especial nos primeiros 1.500 km. de Curitiba a Rondônopolis. Depois disto fiz mas dez viagens entre Rondônia e Curitiba. Acho a moto confiável, com excelente centro de gravidade, confortável na pilotagem, motor forte e potente, que sobe o giro a velocidade espantosamente rápido, dando segurança nas ultrapassagens, confiável para viajar por grandes distâncias, pois o tanque permite tranquilamente fazer mais de 300 km sem se preocupar, e pode tocar o dia inteiro mesmo debaixo do sol inclemente do Norte do Brasil que o motor esta sempre de boa. Penso que tem um consumo aceitável para a sua proposta e tamanho do motor, média de 16 a 23 km por litro dependendo da tocada, eu já fiz, 16 km por litro numa tocada de 110 km de média no computador de bordo, e a última de 3 mil km 19,5 km de média com 90 km de média no computador. Já fiz um teste de Brasília a Caldas Novas em torno de 320 km, andando entre 100 e 110 fez 23 de média, agora é impossível fazer isso com esta moto.. O consumo de pneus é tranquilo, entre 14 e 18 mil o traseiro e entre 22 e 28 o dianteiro, dependendo da marca e da tocada.. as pastilha de freios originais gastam muito rápido, troquei pela EBC esta com 37 mil km rodados tanto a dianteira como a traseira e ainda dá para chegar aos 100 mil rodados.. A corrente é de excelente qualidade, troquei a original com 50 mil km, com um bom pedaço de vida útil, mas como viajo grandes distancias sozinho achei melhor trocar na revisão dos 50 mil,. a nova corrente esta com 28 mil km, e seguramente roda mais 30 40 mil, lubrificando uma vez ao dia com Motul C2 ou C4, limpo geral a cada 6 7 mil km, usando oleo diesel ou querosene. Somente troco o oleo do moto a cada 10 mil km juntamente com o filtro como recomendado pela fábrica e uso o Castrol 10×40.

[Principais aspectos negativos] No caso da minha por ser uma dos primeiros modelos a chegar no Brasil, faz falta o controle de tração e o piloto automático. Como ponto negativo penso que é o alto preço das revisões cobrado pelas concessionárias, e o preço das peças.

[Defeitos apresentados] Com 50 mil km arrebentou um rolamento da roda traseira, mas por culpa de não ter sido engraxado durante as revisões como recomendado pela concessionária, e deu um problema no motor de arranque que foi trocado na garantia. Um problema que me aborreceu um pouco, foi ter queimado o fusível geral, que em vez de queimar normal o mesmo derreteu e derreteu junto o rele de partida, sendo necessário guinchar até a autorizada, ( seguro e garantia) onde trocaram a peça, e ao passar no scanner apontou problemas na ventoinha, o que o mecânico de Curitiba fez cara de espantado, colocou ela para funcionar e disse que estava tudo bem que não tinha nada, toquei para Rondônia e aqui novamente o mesmo problema depois de 10 mil km rodados, o mecânico da cidade trocou a peça 250 reais, que pedi, e novamente após 15 dias derreteu, comprei outra e o mecânico da cidade Cláudio fez uma geral e descobriu que o Scanner estava certo o mecânico que pisou no tomate, pois o problema era a cebolinha que ora funcionava, ora não, e como o motor aquecia, o fusível derretia para não dar problemas no moto. Agora com 77 mil km chegando de uma viagem de 6 mil km pelo do Paraná, na porta de casa quebrou alguma coisa na troca de marcha, levei no ” Claudio” que desmontou era uma ponta do trambulador, que o mesmo resolveu com solda cromo níquel, e ai achou melhor já trocar os discos de embreagem que estão para mais de meia vida, uma vez que o motor já esta aberto, o que foi pedido essa semana na autorizada, do resto o mesmo ficou de boca aberta de ver a beleza das engrenagens, das peças móveis e do motor, tudo em perfeitas condições, pois não preciso nem trocar os separadores dos discos, pois depois de 77 mil km estão perfeitos.. Penso que estas problemas são normais do desgaste pelo uso, afinal 77 mil km rodando de 1 a 1500 km por dia, pelas estradas do Mato Grosso, um calor danado, está de bom tamanho. Vou tocar com a amiga até os 100 mil km depois vou trocar por outra Tiger 800 pois já olhei outros modelos mas nada tem a segurança, beleza e barulho do motor três cilindros, que não vibra em qualquer regime de trabalho. Ps. com 10 mil km estourou o retentor da bengala, que foi trocada, pela concessionária e questão resolvida.

[Concessionárias] Sempre fui bem atendido, só acho que os preços são muito salgados, pois a revisão de 50 mil ficou em 3,500 reais,, muito dinheiro.. e o fato que não existe peças em estoque, o que hoje é normal no setor.

[Comentários adicionais] Bem cada um tem seu estilo, mas para longas viagens não tem estilo mais confortável e seguro que a Big Trail e entre as melhores, tenho certeza que a Tiger 800 é a rainha.

[Best Cars] Eu gosto de acessar o Site da Best Cars, pois aqui posso saber tudo sobre os veículos que quero pesquisar, pois as matérias são bem feitas e esclarecedoras. Um ótimo canal para quem quer se manter informado sobre seu veículo.

[Data de publicação] 22/2/19

[Nome] Ricardo Adalberto Pereira
[Cidade] Sao Paulo
[Estado] SP

[Versão] Tiger 800 XRx
[Motor] 800
[Ano-modelo] 2017
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 3
[Conforto] 4
[Motor] 4
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 3
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Posição de pilotar confortável, comportamento neutro e curva de potência e toque ótima. É uma moto muito interessante de pilotar, tem porte de agradável, sem excessos. A versão em questão possui itens de série que oferecem um bom pacote de conforto e itens de segurança.

[Principais aspectos negativos] Apesar de o motor tri-cilíndrico ser tecnicamente liso, ela apresenta uma vibração excessiva na faixa dos 5000 RPM e válvulas ruidosas. Mesmo com para-brisas ajustável, ele gera muita turbulência no capacete, ao menos para pessoas com estatura por volta de 1,75. Testei com capacetes Shark Evoline Series 3, Bell 500, HJC R-PHA 10 Plus e Suomy. O problema de relação secundária ruidosa foi resolvida nesse ano-modelo

[Defeitos apresentados] – Problema no sensor do ABS(trocado em garantia) – Falha da guia da relação secundária(trocado em garantia)

[Concessionárias] A Triple Triumph JK possui um atendimento de vendas e pós-venda diferenciado. Me surpreendeu positivamente.

[Data de publicação] 1/6/18

[Nome] Elsonir Dutra Vieira
[Cidade] Goiânia
[Estado] GO

[Versão] tiger 800 xc
[Motor] 800
[Ano-modelo] 2016
[Quilometragem atual] 10.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 4
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] moto robusta, gostosa de pilotar, confiável, motor responde muito bem, moto anterior fz6 moto muito boa mas a tiger 800 não deixa eu sentir saudades, extremamente satisfeito.

[Principais aspectos negativos] o guidom poderia ficar um pouco mais para trás, pois meus braços ficam muito esticados, peças e manutenção caras, consumo razoável para uma 800, a minha está fazendo entre 19/20 km/l na estrada, numa velocidade entre 110/130 km/h.

[Defeitos apresentados] até a presente data, nada!!!!

[Concessionárias] moto em Goiânia e a concessionária é muito boa, pessoal extremamente capacitado e educado, mas peças e manutenção muito cara, talvez com o passar do tempo melhore, pois essa marca veio para ficar, tá fazendo muito sucesso.

[Comentários adicionais] eu recomendo a compra dessa moto, foi um grande presente de DEUS .

[Best Cars] muito bom, sempre consulto, tem sido muito útil, tem tirado minhas dúvidas e me direcionado para uma visão mais ampla sob veículos.

[Data de publicação] 23/3/18

[Nome] Wladimir Jose Marques
[Cidade] Paraisópolis
[Estado] MG

[Versão] Tiger XRX Low
[Motor] 800
[Ano-modelo] 2016
[Quilometragem atual] 10.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 2
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Bonita, excelente desempenho, relativamente econômica pela potência que oferece, muito confortável.

[Principais aspectos negativos] Sem aspectos negativos.

[Defeitos apresentados] Sim. Desgaste prematuro das pastilhas de freio da roda traseira, que teve de ser trocada com 7.500 km, pela “bagatela” de R$380,00 e a concessionária ainda diz que é normal. A suspensão dianteira faz um barulho anormal, de um tranco, quando se passa rapidamente por redutores de velocidade . Já reclamei desse barulho e vou reclamar novamente na próxima revisão

[Concessionárias] Atendimento da concessionária é excelente, porém os preços das revisões e das peças são exageradamente caros, nem um pouco convidativos…

[Best Cars] Publicação muito boa e serve perfeitamente como referência dos veículos.

[Data de publicação] 23/3/18

[Nome] Guilherme
[Cidade] Uberlândia
[Estado] MG

[Motor] 1050
[Ano-modelo] 2008
[Quilometragem atual] 60.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 4
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 2
[Câmbio] 4
[Freios] 3
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Ciclística, Motor, Posição de pilotar, suspensão. A moto é fantástica, o motor 3 cilindros não vibra nada e é liso, para rodar na cidade é uma delícia, sai de lombada de terceira marcha sem engasgar muito torque. Utilizava a moto na cidade e em viagens, na rodovia a moto era excepcional, possuía bolha alongada, conforto absoluto para piloto e garupa, o motor não exige trocas de marchas só puxar o acelerador que ela vai. Em viagem solo com baú traseiro a 200 km/h a moto é super estável e confortável, velocidade máxima passa dos 240 km/h.

[Principais aspectos negativos] O farol dela não iluminava muito bem, utilizava faróis de milha como auxiliar, os baús originais da triumph são pequenos, a moto não tinha uma boa autonomia, na cidade andando tranquilo fazia em torno de 10,5 km/l e na rodovia em viagem de cruzeiro a 130 km/h fazia em torno de 15 a 16 km/l.

[Defeitos apresentados] Nenhum defeito, a moto com 60 mil km funcionava lisa.

[Concessionárias] Quando comprei não existia concessionárias e depois cheguei a fazer algumas cotações e achei o serviço muito caro. Nunca utilizei, sempre conseguia peças intercambiáveis de outras motos.

[Comentários adicionais] Rodei por 20 mil km com minha tiger e foi só alegria. Hoje tenho uma versys 650 por questão de custo benefício mas a tiger sempre deixa saudades em todos os aspectos. O seguro da moto pelo banco do brasil ficava em torno de R$ 2500,00, o unico fato seria que a moto poderia ser mais econômica, mas é um baita motor 1050cc.

[Best Cars] Best Cars sem dúvida um dos melhores sites de opiniões de veículos.

[Data de publicação] 23/3/18

[Nome] Adriano
[Cidade] Piracicaba
[Estado] SP

[Versão] Tiger XR
[Motor] 800
[Ano-modelo] 2016
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Motor e suspensão excelente, o restante muito bom, dentro do esperado pelo custo. Andando dentro do limite de velocidade faz 20km/litro em percurso misto que de carro faço 10km/litro. No interior o seguro não é proibitivo, cerca de 4% do valor da moto. Excelente para nossas ruas e estradas, a suspensão é sensacional e a aceleração é quase de esportiva.

[Principais aspectos negativos] Valor das peças de reposição, é um abuso, como pode um manete custar R$ 400? nunca precisei, mas é isso. o suporte central custava R$ 1.100 na concessionaria, paguei R$ 440 colocado no mercado. Se os valores fossem melhores, certamente compraria mais peças e acessórios originais.

[Defeitos apresentados] Sem defeitos.

[Concessionárias] Muito bonita, bom atendimento. Infelizmente não tem em minha cidade e meu horário de trabalho não permite ir até as concessionárias para uma simples troca de óleo, acabei fazendo a de 1 ano em oficina de confiança. Como não precisei de garantia, não sei se seria um problema.

[Best Cars] Sempre consulto antes de adquirir um carro ou moto.

[Data de publicação] 17/11/17

[Nome] Claudimário
[Cidade] Brasília
[Estado] DF

[Versão] EXPLORER XR
[Motor] 1200
[Ano-modelo] 2017
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar]
[Instrumentos] 4
[Conforto] 4
[Motor]
[Desempenho] 5
[Consumo] 3
[Câmbio] 4
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Moto com banco muito confortável, feito para proporcionar conforto por horas de viagem. Tem o benefício do eixo cardã, que libera o piloto de uma série de lubrificações obrigatórias quando se tem moto com corrente. A posição de pilotagem é muito boa, mas um pouco inclinada para a frente, enquanto não se acha o ponto ideal de postura, isso provoca algumas dores nas costas. Mas depois de rodar alguns quilômetros, vejo que é questão de jeito. O motor é bem disposto em qualquer rotação, parece que está sobrando força. Quem vai na garupa também pode se beneficiar de banco com cobertura de gel e um amplo espaço, mas ainda não fiz o teste com a esposa. É uma moto feita para se ir longe e com segurança.

[Principais aspectos negativos] O principal ponto negativo desse veículo e que acho um absurdo, no meu caso por exemplo, é o fato do modelo de entrada(no caso a XR) eles não terem habilitado um computador de bordo. Digo habilitado, pois imagino que tenha essa função em todas, algumas eles habilitam e em outras não, de acordo com a versão. Pode-se pensar: mas é modelo de entrada da versão. Pois bem, esse modelo custa 58 mil – não tem um marcador de Km/l, autonomia, consumo instantâneo, etc. É muito dinheiro em uma moto para não ter um computador de bordo. Eles dizem na propagando que o modelo tem computador de bordo, mas só tem aqueles hodômetros padrões que todo veículo básico tem. As outras que tem de fato o computador, eles chamam de avançado, quando na verdade deveria dizer que uma tem e a outra não. Adoro a moto e não em mais nada de ruim a declarar, entretanto considero essa ausência de um computador de bordo algo grave. A marca deveria analisar este ponto com mais cuidado.

[Defeitos apresentados] Nenhum, já tive a 800 também e foi só alegria. Admiro muito essa marca. Eles trabalham de forma séria e respeitosa. Algo que está diminuindo a cada dia nas outras marcas.

[Concessionárias] Excelente!

[Comentários adicionais] Perfeita, forte, confortável ebonita.

[Best Cars] Excelente forma para se manter informado sobre o mundo das motos. E de carros também. 10!!!

[Data de publicação] 20/10/17

[Nome] Luciano Marcelo de Andrade
[Cidade] Colorado
[Estado] PR

[Versão] Triumph Tiger Explorer Xr
[Motor] 1200
[Ano-modelo] 2017
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Moto muito boa macia confortavel e robusta.

[Principais aspectos negativos] não há.

[Defeitos apresentados] não.

[Concessionárias] Poderia ampliar a rede.

[Best Cars] Muito importante para todos as opnioes.

[Data de publicação] 20/10/17

[Nome] Jean
[Cidade] Blumenau
[Estado] SC

[Versão] Tiger 800 XRX
[Motor] 800
[Ano-modelo] 2017
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de pilotar] 4
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 3
[Câmbio] 4
[Freios] 4
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Moto muito confortável motor entrega potência logo nos 3 mil giros e vc sente ela arrancar forte, mesmo com garupa muito segura com o pacote de eletrônica, e ótima para viagens.

[Principais aspectos negativos] Como a minha é o modelo XRX ela tem uma ligeira inclinação a frente onde pode incomodar as costas em uma viajem seja ela curta ou longa, e ela esterça pouco dificultando as manobras em pequenos espaços ou em meio ao transito, peças custo elevado e assessórios muito caros e o seguro desabona entorno de 3.500 a 4.000 mil reais.

[Defeitos apresentados] Até o momento não.

[Concessionárias] Fui muito bem atendido na concessionaria, inclusive ganhei a revisão dos 800km cortesia, mas não precisei de acionar a garantia e pretendo não precisar.

[Best Cars] Muito bom para quem quer tirar referencia da motocicleta e espero que este site seja bem sério com nossas informações.

[Data de publicação] 25/8/17

[Nome] Neto
[Cidade] Piracicaba
[Estado] SP

[Versão] Explorer
[Motor] 1200
[Ano-modelo] 2015
[Quilometragem atual] 15.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 4
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 4
[Freios] 4
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Motor: Um tricilindrico de 1200cc com 137cv e 12,3kg/fm de torque. MUITA força em qualquer rotação, uma patada desde 2000 até quase 10.000rpm, progressivo, linear, unindo o melhor dos 2 mundos, 2 e 4 cilindros. Nessa moto, esse tricilindrico tem uma pegada claramente esportiva, gira alto, ronca parecido a um 4 cilindros. Foi meu quesito de desempate para com a BMW GS. Consumo: Rodando dentro da lei, 110 – 120km/h , faz tranquilamente mais de 20km/l. Considerando sua potência, tamanho, peso, área frontal , esta excelente.
Tecnologia: ABS, Controle de tração (ambos desligaveis) , acelerador eletrônico, piloto automático (não dá mais para ficar sem), computador de bordo completo. Na versões XCX e XCA, a partir de 2016, agregou mais tecnologia embarcada com destaque para as suspensões semi ativas, mapas de potência, etc… Acabamento: Primoroso, pintura e encaixes melhores que do meu carro. Farol: Duplo, com 2 lâmpadas h4 de 55w que acendem juntas. lumina muito bem. Conforto: Atende perfeitamente sua proposta big trail, bastante confortável para horas e horas de pilotagem, incluindo para o garupa. Suspensões / Estabilidade: Cumprem a proposta de uma bigtrail. Revisões: De 16 em 16.000km. Excelente prazo. Quanto menos visitar a concessionária, melhor.

[Principais aspectos negativos] Peso: Sim, sabemos que motos dessa categoria são naturalmente pesadas, mas a concorrência (GS, Multistrada enduro) são um pouco mais leves. A explorer em ordem de marcha pode chegar a quase 270kg, isso numa moto alta e com centro de gravidade também alto. Para pessoas de menor estatura ou constituição física fraca não acostumadas a seu tamanho e peso, tornam se um empecilho manobras, estacionar em lugares inclinados, etc. Em movimento não aparenta todo esse peso, mas podia ter uns 20 – 30kg a menos, ajudaria muito.

[Defeitos apresentados] Nenhum defeito até o momento .

[Concessionárias] Dentro do contato que tive, compra da moto e 2 revisões , tudo Ok. Vendedores, recepcionistas, mecânicos bastante simpáticos e informados sobre o produto, concessionárias bonitas, limpas, organizadas. Preços elevados como em qualquer outra concessionária desse país, seja carro ou moto.

[Comentários adicionais] Recomendo a compra dessa moto. Costumo dizer que é uma esportiva levantada. (Mesmo porque esse motor tricilindrico tem um giro alto e ronco que lembram uma 4 cilindros ) Acompanha tranquilamente (guardadas as devidas proporções ) qualquer naked ou esportiva de alta cilindrada, e numa curta arrancada até “leva” essas. Tem um comportamento dinâmico exemplar, curva muito, acelera muito, freia muito, suspensões perfeitas para nossa buraqueira , confortabilissima para piloto e garupa por horas a fio, por isso fazem tanto sucesso em vendas, polivalente é a palavra.

[Best Cars] Esse espaço é um verdadeiro serviço de utilidade pública, onde se lêem relatos reais e autênticos, sem às típicas inverdades e interesses da imprensa . Sempre consulto a seção em minhas buscas, bem com o Best Cars há muitos anos já. Parabéns.

[Data de publicação] 30/6/17

[Nome] Valdencio silva
[Cidade] Canelinha
[Estado] SC

[Motor] Tiger xr 800
[Ano-modelo] 2016
[Quilometragem atual] 20.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Parcialmente satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 3
[Acabamento] 4
[Posição de pilotar] 3
[Instrumentos] 3
[Conforto] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 3
[Câmbio] 4
[Freios] 5
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Motor muito forte e sem vibrações, controle de tração e abs que trazem segurança na pilotagem, altura do banco q pode ser ajustada de acordo com a altura do piloto,maneabilidade,suspenção e conforto do banco

[Principais aspectos negativos] Muito bebada,bebe mais q eu rsrs,não consigo fazer mais que 17 km por litro, posição de pilotagem muito inclinada para frente, proteção aerodinâmica ruim,tinha uma vstrom que era bemmm melhor tanto no consumo como no conforto, preço .muito caro pelo que oferece

[Defeitos apresentados] Até agora sem defeitos,só manutenção basica

[Comentários adicionais] Vou botar uma bolha maior para melhorar a proteção do vento

[Best Cars] Muito utíl,acho que todos deviam consultar e opinar

[Data de publicação] 16/6/17

[Nome] Ayrton Pisco
[Cidade] Brasília
[Estado] DF

[Versão] Tiger 800 XCX
[Motor] 800
[Ano-modelo] 2016
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] O desempenho é muito linear, permitindo usar a moto em rotações baixas mas com um incremento linear de potência até altas rotações, em razão da elasticidade do motor, com o torque sempre presente. É também excepcionalmente suave e sem vibrações. A economia, em velocidades civilizadas passa dos 23km/l na estrada e chega a 20 ou mais na cidade. As suspensões são ótimas, permitindo uma condução segura e rápida em terrenos acidentados do fora de estrada e garantindo firmeza nas rodovias. A altura do banco permite que pilotos de altura mediana a partir de 1,70 pilotem com segurança e conforto sem adaptações, ao contrário da concorrente. O acabamento impressiona. Muita eletrônica embarcada e um excelente piloto automático. As suspensões reguláveis na dianteira e traseira permitem encontrar o ponto ideal, algo que inexiste na concorrência. Já andei em situações bem complicadas no off road com muita segurança. A concessionária atende muito bem. Revisões a cada 10 mil são bastante cômodas.

[Principais aspectos negativos] A posição de pilotar deveria ser um pouco mais ereta, com o guidão mais perto e mais alto, facilitando a tocada de pé e cansando menos em percursos mais longos. A proteção contra o vento também deveria ser aperfeiçoada. Em uso intensivo sobre buracos a traseira faz barulho. O ângulo de esterço deveria ser maior para facilitar as manobras na cidade. Tem pouca proteção contra quedas, e qualquer tombo parada leva a prejuízos grandes, pois as peças de reposição são muito caras: a minha já tombou parada 2 vezes e quebrou manete de embreagem (400$) nas duas, além de danificar a carenagem e o protetor de mão. Os controles de modos de pilotagem são de acesso pouco prático e sem memória, a cada vez que se desliga o controle de tração e o ABS traseiro (ruins para pilotagem mais off) eles voltam a ficar ativos quando a moto é religada. A altura livre do solo poderia ser maior, às vezes raspa em obstáculos maiores. Se fosse uns 10 kg mais leve seria ótimo. A regulagem da suspensão traseira é difícil e exige ferramentas especiais. Não é uma moto para atuações mais radicais fora de estrada, já que cada queda é uma facada no orçamento, o que desanima.

[Defeitos apresentados] O sensor do pedal de descanso que desliga o motor quando o pedal está aberto deixou de funcionar mas ficou bom após passar WD.

[Concessionárias] A Triumph de Brasília é ótima. Os vendedores estão sempre dispostos a oferecer informações e serviços. As peças e serviços, como em qualquer moto deste nível, são bem caros. Acessórios idem.

[Comentários adicionais] O calor do motor de que tanto falam só incomoda debaixo de um sol forte e parado no trânsito, nada demais. A relação da 1ª marcha é um pouco longa demais, impedindo conduzir a moto abaixo de 15 km/h sem usar a embreagem, o que atrapalha um pouco. A aceleração é fantástica e bem linear, permitindo alcançar velocidades acima de 200 km/h, mas não é uma moto para correr, seu aro 21 na frente obriga a um planejamento das curvas, que são menos amigáveis do que em motos com aro 17. Por outro lado, o aro 21 dá muita segurança para transpor obstáculos severos: já escapei de uma queda transpondo um meio fio oculto em plena rua à noite.

[Best Cars] BC é, há anos, o melhor site de carros e motos do Brasil. Sério e imparcial, é consulta obrigatória para aficionados.

[Data de publicação] 21/10/16

 

SEM COMENTÁRIOS