Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Jaguar e Land Rover
O motor turbo de 2,0 litros da Ford foi usado em vários de seus modelos, como o Jaguar XE e o Range Rover Evoque (foto). Antes, o seis-cilindros em linha do Freelander era um Volvo, marca que também fazia parte do grupo. Nos anos 2000 o Range Rover usou um V8 e um turbodiesel da BMW, então dona da marca. E o V8 do primeiro Range Rover era um projeto Buick, da GM norte-americana.

 

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Lancia
A italiana Lancia, do grupo Fiat, usou um motor nobre no Thema 8.32 dos anos 80: o V8 do Ferrari 308. Outro Lancia, o pequeno Y10 (foto), tinha um 1050 com ou sem turbo da Fiat brasileira.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Lotus
Os atuais esportivos Elise, Exige (foto) e Evora da Lotus inglesa usam motores japoneses: os de quatro e seis cilindros da Toyota.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

McLaren
O supercarro McLaren F1 dos anos 90 tinha motor alemão, um V12 de 6,1 litros da divisão M da BMW.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Mercedes-Benz
A Mercedes não é de comprar motores de terceiros, mas o 1,3-litro do novo Classe A (foto) é projeto conjunto com a Renault. O Smart Fortwo também tem motor 900 da francesa, o mesmo do Sandero europeu.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Mitsubishi
Lancer, ASX e Outlander usam o 2,0-litros projetado em parceria com Chrysler e Hyundai. Em alguns países, o ASX tem um Diesel da PSA e o Lancer já usou um da Volkswagen.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Nissan
Associada à Renault, a Nissan usou motores da francesa no Brasil, como o 1,0-litro do primeiro March (foto) e o 1,6 da Livina. O Micra, novo March europeu, tem um três-cilindros da Renault.

 

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Opel
Na Opel alemã, o segundo Omega (foto) teve um turbodiesel da BMW. A união GM-Fiat lhe deu acesso aos Diesels da italiana: o 1,3 equipou Corsa, Astra e Meriva e o 1,9 saiu em Vectra, Zafira e até no Cadillac BLS.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Pagani
Tanto no antigo Zonda quanto no atual Huayra (acima), a italiana Pagani recorre a motores V12 da Mercedes.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Porsche
Embora faça os próprios motores, nos últimos anos a Porsche adotou os V6 a gasolina e a diesel da Audi, usados no Cayenne, e o Volkswagen 2,0-litros no Macan (foto).

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

PSA
Os Peugeots e Citroëns vão além do motor Prince ou THP desenvolvido com a BMW. Um Toyota de 1,0 litro está nos pequenos C1 e 108 (foto), na Europa, e o Peugeot 206 nacional teve um da Renault de mesma cilindrada. Dos anos 70 aos 90, o V6 PRV era um projeto de PSA, Renault e Volvo, usado em XM604, entre outros. Ele equipou até o DeLorean, aquele dos filmes De Volta para o Futuro.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Renault
O primeiro Laguna usou, além do citado PRV, um 2,0-litros projetado com a Volvo. Hoje o Nissan 1,6 está em carros nacionais, como Sandero e Captur; o 2,0-litros do Sentra equipou o Fluence e um V6 da japonesa esteve em carros médios e grandes da francesa.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Toyota
Essa é outra empresa que vende motores e raramente os compra. Mesmo assim, no Brasil o jipe Bandeirante (acima) usou um Diesel da Mercedes-Benz até 1994 e o esportivo 86 toma emprestados o motor (e compartilha o projeto) do Subaru BRZ.

 

Curiosidades: carro de uma marca, motor de outra

Volkswagen
O grupo alemão produz tantos motores que não precisa comprar de terceiros, mas durante a Autolatina duas gerações de nosso Gol (foto) usaram os de 1,0 e 1,6 litro da Ford.

Mais Curiosidades