Willys AW 380 Berlinetta reinterpreta nosso Interlagos

Willys AW 380 Berlinetta 01

 

Uma das atrações ado Salão de Bolonha, na Itália, é uma homenagem ao primeiro carro esporte fabricado no Brasil: o Willys Interlagos, versão nacional do Alpine A108 francês produzida entre 1961 e 1966 pela Willys Overland. A reinterpretação do Interlagos, desenvolvida pelas italianas Maggiora e Carrozzeria Viotti sob o nome Willys AW 380 Berlinetta, não é apenas um carro-conceito: a produção em pequena série (110 unidades) começa em janeiro em Turim.

 

 

As duas empresas fizeram um bom trabalho de mesclar linhas atuais a elementos do esportivo original, como os adornos no capô dianteiro (que no Interlagos eram as dobradiças externas da peça), as formas de faróis, para-brisa e vidros laterais e traseiro e as tomadas de ar nos para-lamas posteriores. Como nos anos 60, o motor e a tração são traseiros, mas a tradição termina por aí: o AW 380 tem carroceria de plástico e fibra de carbono (no original, plástico e fibra de vidro) e motor de seis cilindros opostos e 3,8 litros (de origem Porsche, acreditamos) com dois turbos, potência de 610 cv e torque de 84,6 m.kgf.

Com tração traseira e o peso moderado de 1.350 kg, o novo Willys impressiona pelo desempenho: acelera de 0 a 100 km/h em apenas 2,7 segundos e alcança a velocidade de 340 km/h, de acordo com os construtores. As suspensões são modernas, com conceito multibraço na traseira, e os freios usam discos de compósito de cerâmica. As rodas são de 19 pol na frente e 20 pol atrás com pneus 345/30 no segundo caso. A charmosa nostalgia não sairá por pouco: 380 mil euros, cerca de R$ 1,2 milhão.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação