VW Atlas Cross Sport pode vir para suceder ao Touareg

 

A Volkswagen apresenta a versão de produção do Atlas Cross Sport, SUV revelado como conceito em março do ano passado. Trata-se de uma opção com perfil mais informal (talvez seja exagero usar a palavra “esportivo”) para o grande Atlas, de certa forma como o BMW X6 está para o X5. Feito em Chattanooga, no estado do Tennessee (EUA), ele pode vir ao Brasil em 2020 ou 2021 para suceder ao Touareg, cuja nova geração é considerada muito sofisticada e cara para nosso mercado.

 

 

 

Comparado ao Atlas comum, o Cross Sport tem cinco lugares (ante sete), mede 7 cm a menos em comprimento e 6 a menos em altura, mas preserva o enorme entre-eixos de 2,98 metros e oferece espaço para 1.140 litros de bagagem (até o teto) com os cinco lugares em uso. O pacote R-Line traz rodas de 21 pol e para-choques diferenciados. No interior estão equipamentos como bancos (até atrás) e volante aquecidos, bancos dianteiros ventilados, sistema de áudio Fender com 12 alto-falantes, quadro de instrumentos digital configurável e roteamento de internet para  até quatro dispositivos em simultâneo.

 

 

O aplicativo Car-Net permite partida e parada remotas, travar e destravar portas e obter o nível de combustível, tudo a distância. Assistências ao motorista incluem frenagem autônoma, controlador de distância, assistente de trânsito lento (segue o carro da frente e centraliza o Atlas em sua faixa) e mostrador de limites de velocidade, zonas escolares e outras no painel. O Atlas Cross Sport pode ter motor V6 de 3,6 litros (280 cv e torque de 36,8 m.kgf) ou TSI turbo de quatro cilindros e 2,0 litros (239 cv e 35,7 m.kgf), ambos com transmissão automática de oito marchas e tração integral. São oito níveis de acabamento: S, SE, SE com pacote Tech, SE com Tech R-Line, SEL, SEL R-Line, SEL Premium e SEL Premium R-Line.

Texto da equipe – Fotos: divulgação