VW Arteon 2021 traz híbrido, esportivo R e Shooting Brake

 

O Volkswagen Arteon com mudanças estéticas e sua versão perua, a Shooting Brake, foram apresentados como a marca antecipou semanas atrás. O sedã de perfil esportivo mudou pouco, caso da grade dianteira com um filete de led que liga os faróis, novos para-choques e lanternas traseiras. Inédita mesmo é a perua, que assume a designação mais comum a modelos esportivos de três portas, também aplicada pela Mercedes-Benz a derivadas do CLA e do CLS.

 

 

 

A Arteon Shooting Brake tem um desenho elegante, longe da formalidade de uma Passat Variant, e seu porta-malas leva 565 litros, ampliáveis a 1.632 litros com o banco traseiro rebatido. Como no Arteon, seu painel teve revistos os materiais internos e a central de áudio, com tela de 9,2 polegadas e interface sem fio para Android Auto e Apple Car Play. Ganhou ainda carregador de celular por indução e áudio Harman/Kardon de 700 watts. O assistente de viagem assume aceleração, frenagem e direção (dentro de limites) a até 210 km/h, enquanto a leitura de limites da via promove ajuste automático da velocidade do carro.

 

 

Na parte mecânica, a maior novidade do Arteon é a versão híbrida de recarga externa (plug-in) E-Hybrid, com potência combinada de 218 cv, obtida pela associação do motor turbo de 1,4 litro (154 cv) a um elétrico de 113 cv, com tração apenas dianteira. O híbrido pode rodar 53 km em modo elétrico ou alcançar 140 km/h nessa condição.

 

 

 

Na parte de alto desempenho da linha, o Arteon R chega com 320 cv e torque de 42,8 m.kgf na última evolução do motor turbo de 2,0 litros, com sete marchas na transmissão DSG de dupla embreagem. A tração integral inclui vetorização de torque R-Performance, que distribui de maneira variável o torque entre os eixos e entre as rodas traseiras. Os motores a gasolina e a diesel de 150 a 282 cv com tração dianteira ou integral permanecem na linha.

Texto da equipe – Fotos: divulgação