Volvo tem novos motores Drive-E a gasolina e a diesel

Volvo V60 Plug-in Hybrid R-Design 01

 

A Volvo dá seguimento, na Europa, ao processo de substituição de motores que já havia implantado o Drive-E de 2,0 litros a gasolina a vários modelos, incluindo os vendidos no Brasil. Na linha 2016 a marca sueca passa a usar os motores T2 e T3 a gasolina e D2 e D3 a diesel, todos com turbo (os números indicam um patamar de potência, sem referência a dados técnicos ou número de cilindros).

 

 

No hatch V40, o novo turbo de 1,5 litro a gasolina produz potência de 122 cv (versão T2) ou 152 cv (T3), com câmbio automático de seis marchas de série. Na linha a diesel o D2 tem 120 cv, e o D3, 150 cv. Para o sedã S60 e a perua V60, o turbodiesel de 2,0 litros produz 120 cv (D2), 150 cv (D3) ou 190 cv (D4). Um 2,0 turbo a gasolina dá 152 cv ao T3 de câmbio manual, mas a mesma versão usa um 1,5 de igual potência quando dotada de caixa automática. A V60 oferece ainda a versão híbrida renomeada D6 Twin Engine, com 220 cv.

A perua maior V70 recebe o D3 de 150 cv, enquanto sua versão fora de estrada XC70 ganha as versões a diesel D4 (181 cv) e D5 (220 cv) de cinco cilindros. Para o utilitário esporte XC60, o D4 de tração integral (190 cv) e o D5 (220 cv) a diesel permanecem com cinco cilindros, mas o D4 de tração dianteira adota o Drive-E de quatro cilindros com os mesmos 190 cv. Não há alterações nos motores a gasolina.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação