Volkswagen comemora 60 anos da produção do Fusca

 

Há 60 anos, em 3 de janeiro de 1959, era produzido o primeiro Volkswagen Sedã (que só adotaria o nome oficial Fusca em 1984) na fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo, SP, com 54% de peças nacionais. O primeiro Fusca nacional foi vendido em 7 de janeiro ao empresário Eduardo Andrea Matarazzo. Naquele ano foram emplacados 8.406 sedãs, modelo que se tornaria líder do mercado por 24 anos de 1962 em diante.

 

 

O Fusca fabricado na Alemanha chegou ao Brasil em 1950. Depois de ser montado pela empresa Brasmotor, começou a ser montado pela própria VW no bairro do Ipiranga, em São Paulo, em 1953. O modelo de 1959 (foto acima) tinha motor traseiro boxer de 1,2 litro com potência de 36 cv, caixa de quatro marchas e velocidade máxima de 110 km/h. A publicidade destacava sua robustez: “Valente nas subidas: Volkswagen vence rampas de até 37% de aclives” e “Incansável, Volkswagen pode manter velocidade constante de 110 km/h… por muitas horas, sem nunca ferver”.

 

 

Com 3,1 milhões, ele foi o carro brasileiro mais vendido da história até 2011, quando foi superado pelo Gol (acima, produção nos anos 60). Em 1989 foi estabelecido o Dia Nacional do Fusca, 20 de janeiro. A data difere do dia mundial, comemorado em 22 de junho, data em que o Prof. Dr. Ferdinand Porsche assinou o contrato que deu início a seu desenvolvimento em 1934.

História do Fusca

Texto da equipe – Fotos: divulgação