Universidade propõe bateria com recarga em 10 minutos

 

Se o grande desafio aos carros elétricos é o tempo de recarga, o que representaria uma bateria apta a receber recarga total (suficiente para 320 km de autonomia) em 10 minutos? A solução veio de Chao-Yang Wang, engenheiro mecânico da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos: aumentar a temperatura de trabalho da bateria para 60°C durante o ciclo de carga e depois abaixar à medida que a bateria é usada. Isso limita a exposição do componente à temperatura de carga elevada, o que eleva muito sua vida útil, de acordo com Wang.

 

 

Segundo os pesquisadores da universidade, uma recarga tão rápida quanto a descrita exige que a bateria absorva rapidamente 400 kW de energia. As baterias de hoje não aceitam tamanha carga porque pode danificar o revestimento de lítio ao redor do ânodo, o que compromete a vida útil da bateria. Apesar da aparente eficácia da solução, colocá-la no mercado pode levar uma década, disse Rick Sachleben, membro da American Chemical Society, pois os fabricantes precisam garantir que o aumento rápido da temperatura seja seguro e estável e não leve a explosões.

Texto da equipe – Foto: divulgação