Versão TDF leva V12 do Ferrari F12 Berlinetta a 780 cv

Ferrari F12 TDF 01

 

A Ferrari criou uma versão ainda mais potente e esportiva do F12 Berlinetta, a que denominou TDF em alusão à corrida de longa duração Tour de France, vencida várias vezes pela marca nos anos 50 e 60 (o 250 GT Berlinetta de 1956 ganhou-a quatro vezes consecutivas). O motor V12 de 6,3 litros, que permanece aspirado, tem mais 40 cv para chegar à potência de 780 cv a 8.500 rpm (potência específica de 125 cv/litro) e ao torque de 71,9 m.kgf a 6.750 rpm (aumento de 1,5 m.kgf). Com redução de peso em 110 kg (para 1.415 kg a seco) obtida com amplo uso de fibra de carbono na carroceria e em itens internos, o TDF acelera de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos, passa pelos 200 em 7,9 s e supera 340 km/h de máxima, além de cumprir a volta na pista de Fiorano em 1 min 21 s.

 

 

Com produção limitada a 799 unidades, o F12 TDF traz alterações também no câmbio F1 DCT de dupla embreagem (relações mais curtas e trocas até 40% mais rápidas) e no chassi. O eixo traseiro ganha um sistema de esterçamento chamado de Entre-Eixos Curto Virtual, que direciona as rodas com o objetivo de assegurar a agilidade em curvas de um carro de pequeno entre-eixos, sem abrir mão da estabilidade direcional trazida pela dimensão mais longa. Os pneus passam a 275/35 R 20 na frente e 315/35 R 20 na traseira. Mudanças na aerodinâmica ampliaram em 87% a sustentação negativa, que alcança 230 kg a 200 km/h, embora não devam agradar a todos em termos de estilo. Freios com pinças especiais, similares às do La Ferrari, permitem parar de 100 km/h em 30,5 metros e de 200 km/h em 121 m. O interior ganhou revestimentos em tecido e camurça sintética nos bancos e carbono nos painéis de porta e no quadro de instrumentos.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação