Salão: Land Rover Discovery nacional e Range Rover SVR

Land Rover Discovery Sport 01

 

Salão de São Paulo 2014A Land Rover foi bem rápida e trouxe ao Salão de São Paulo uma novidade do evento de Paris, semanas atrás: o Discovery Sport, sucessor do Freelander, que tem vendas no Brasil previstas para o primeiro semestre do ano que vem. E mais: ele foi anunciado como primeiro modelo a ser feito na fábrica que o grupo ergue em Itatiaia, RJ, com início em 2016.

 

 

O utilitário esporte compacto inspirou-se no desenho do Evoque. A carroceria combina aço e alumínio e pode levar até sete pessoas com pequenos bancos suplementares. O Sport mede 4,59 metros de comprimento e 2,74 m entre eixos. O interior traz tela central de 8 pol, sistema de áudio com até 11 alto-falantes, comandos de trocas de marcha no volante, telas de vídeo nos encostos dianteiros e um amplo teto envidraçado. Auxílios ao motorista abrangem controlador de distância à frente com frenagem automática (chega a aplicar força máxima nos freios em baixa velocidade para evitar uma colisão) e assistente para estacionar.

 

 

O motor turbo de 2,0 litros, com potência de 240 cv e torque de 34,7 m.kgf, vem associado a um câmbio automático de nove marchas que usa comando giratório em vez de alavanca, como habitual na marca, com tração integral. Além do sistema Terrain Response, que adapta parâmetros do carro a diferentes tipos de terreno, o novo membro da família Discovery tem controle de velocidade em declive e controle de estabilidade que monitora o risco de capotamento e age para evitá-lo.

 

 

Outras estrelas da marca no Salão são o Range Rover Long Wheelbase (acima) e o Sport SVR. O primeiro é uma versão alongada em 14 cm entre eixos e dotada de comodidades para os passageiros de trás: bancos individuais e console central com comandos de climatização e dos ajustes dos bancos, além de monitores de vídeo e alto-falantes nos encostos dianteiros.

 

 

Por sua vez, o Range Rover Sport SVR é o modelo mais potente e rápido já feito pela Land Rover. O motor V8 de 5,0 litros com compressor, ajustado para potência de 550 cv e torque de 69,3 m.kgf, permite aceleração de 0 a 96 km/h em 4,5 segundos e máxima limitada a 260 km/h. Dotado de câmbio automático de oito marchas, o SVR tem escapamento de dois estágios, rodas de 21 pol com pneus 275/45 (com opção pelas de 22 pol com 295/40) e bancos mais esportivos.

 

Texto e fotos: Fabrício Samahá