Salão: Ferrari 458 e Maserati Quattroporte na Fiat

Ferrari 458 Speciale 02

 

Embora o importador oficial de Ferrari e Maserati não esteja no Salão de São Paulo, a Fiat, proprietária das marcas, expõe o esportivo 458 Speciale e o sedã de luxo Quattroporte em seu estande. No Speciale o motor V8 central-traseiro de 4,5 litros foi preparado para fornecer potência de 605 cv a 9.000 rpm, a mais alta em um V8 aspirado de produção, que corresponde a 135 cv por litro de potência específica, este um recorde para qualquer motor aspirado de série. O torque é de 55 m.kgf a 6.000 rpm. Com  relação peso-potência de apenas 2,1 kg/cv, esse Ferrari acelera de 0 a 100 em 3 segundos e até os 200 em 9,1 s.

 

 

 

 

Frente e traseira receberam anexos aerodinâmicos ativos, que se movem para produzir sustentação negativa em alta velocidade. Outra novidade é um controle eletrônico do ângulo de derrapagem, que atua sobre o controle de tração e o diferencial para distribuir a potência entre as rodas traseiras do modo mais favorável à estabilidade em curvas.

 

 

O Quattroporte tem motor V8 de 3,8 litros dotado de dois turbos para produzir a potência de 530 cv e o torque de 66,3 m.kgf, que passa a 72,4 m.kgf durante a sobrepressão temporária dos turbos. Com câmbio automático de oito marchas, acelera de 0 a 100 em 4,7 segundos e alcança a máxima de 307 km/h, índices que o colocam entre os mais rápidos e velozes sedãs do mundo. A técnica sofisticada abrange carroceria com todos os painéis de alumínio, suspensão com controle eletrônico de amortecimento e escapamento com válvula de controle para o nível de ruído com dois modos de uso.

O interior traz revestimento em couro Poltrona Frau, tela central multifunção (incluindo toca-DVDs) de 8,4 pol, telas de vídeo de 10,2 pol para os passageiros de trás, ar-condicionado com quatro zonas de ajuste, bancos com ventilação, acesso à internet sem fio e sistema de áudio Bowers & Wilkins com 15 alto-falantes e amplificador de 1.280 watts.

 

Texto e fotos: Fabrício Samahá