Renault Sandero: mais potência e versão GT Line

 

A Renault começa a veicular hoje (17) a campanha publicitária (embora o lançamento à imprensa seja só no dia 24) do Sandero GT Line, que volta a ser oferecido como pacote visual esportivo para o hatchback. A versão, que havia sido produzida em 2010 antes da remodelação do carro, vem com para-choques diferenciados, defletor de teto, decorações nas portas e rodas e retrovisores em tom grafite, um conjunto que lembra os Renaults esportivos europeus como o Mégane RS.

No interior as mudanças são apenas cosméticas, com revestimento de bancos específico, o nome da versão grafado nos encostos de cabeça e detalhes do painel em vermelho, mesma cor dos cintos de segurança. Já oferecido no site da empresa, o GT Line vem de série com freios antitravamento (ABS), bolsas infláveis frontais, ar-condicionado, computador de bordo, rádio/CD com MP3 e volante revestido em couro ao preço de R$ 38.470.

 

 

A versão faz a estreia de uma evolução do motor de 1,6 litro e oito válvulas, em que a potência passa de 92/95 cv para 98/106 cv e o torque cresce de 13,7/14,1 m.kgf para 14,5/15,5 m.kgf (sempre na ordem gasolina/álcool). A melhoria vale também para os Sanderos Expression, Privilège e Stepway (ou seja, a versão “aventureira” oferece tal motor pela primeira vez) e para o Logan Expression. O motor 1,6 de 16 válvulas, que equipava o GT Line na edição anterior, continua disponível no Stepway e na versão de Logan e Sandero com câmbio automático.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação