Renault lança picape Duster Oroch, Sandero RS e Fluence GT2

Renault Duster Oroch (5)

 

A Renault leva ao 7º. Salão do Automóvel de Buenos Aires, entre outras atrações, dois lançamentos de grande interesse para o mercado brasileiro: a picape Duster Oroch e o esportivo Sandero RS. A Oroch, que traz à produção o carro-conceito do Salão de São Paulo 2014, marca a estreia da marca francesa no setor de picapes com um modelo pouco maior que as concorrentes Chevrolet Montana, Fiat Strada e VW Saveiro, mas menor que a futura picape da Fiat ou as médias como Chevrolet S10 e Toyota Hilux.

 

 

Derivada do utilitário esporte Duster, ela tem estrutura monobloco, cabine dupla, quatro portas e cinco lugares. A caçamba leva 683 litros de carga até as bordas e a capacidade chega a 650 kg. Tanto o motor de 1,6 litro e 110 cv quanto o de 2,0 litros e 143 cv (potências com gasolina, como é vendido lá) serão oferecidos, com tração dianteira, sendo provável (mas ainda não confirmada) a opção nas quatro rodas para o 2,0. Com produção na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná, chega ao mercado brasileiro ainda neste ano.

 

Sandero RS

 

O Sandero RS, desenvolvido pela divisão Renault Sport em conjunto com a engenharia da América Latina, é o primeiro modelo da linhagem RS fabricado fora da Europa. O motor de 2,0 litros do Duster foi revisto para obter 145 cv com gasolina e 150 cv com álcool, transmitidos por um câmbio manual de seis marchas, o que permite acelerar de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e atingir 200 km/h (dados com gasolina). O carro recebeu ainda controle de estabilidade com opção esportiva, novas regulagens de suspensão e direção (com assistência eletro-hidráulica, em vez de apenas hidráulica como nos Sanderos vendidos hoje), assistente de saída em rampa, freios a disco nas quatro rodas e programa Sport de condução. O visual traz rodas de 17 polegadas e luzes diurnas de leds. Também chega ao Brasil neste segundo semestre.

Outra atração é o Fluence GT2, sucessor do GT, que traz de volta ao modelo o motor turbo de 2,0 litros, agora com 190 cv (aumento de 10), associado às mudanças visuais da linha 2015 e a um pacote visual com anexos aerodinâmicos. Capaz de alcançar 225 km/h e acelerar de 0 a 100 em 8 segundos, o GT2 mantém o torque de 30,6 m.kgf e vem com o RS Monitor, já visto no Mégane RS, que fornece informações como pressão do turbo, potência em uso e acelerações lateral e longitudinal. As vendas começam em julho na Argentina, mas infelizmente nada se diz sobre lançamento no Brasil, nem no material local da marca, nem no argentino.

A Renault também apresenta no evento o Mégane hatch reestilizado, que estreia por lá com cinco portas e motor 1,6 de 110 cv, mas sem previsão para o Brasil; o carro de corridas Renault Sport RS 01, de mais de 500 cv para apenas 1.100 kg; o Duster 2016, que na Argentina conta com nova versão Privilège com motor 1,6; e os modelos elétricos Kangoo ZE e Twizy, que o Best Cars já dirigiu.

 

Duster Oroch

 

Sandero RS

 

Fluence GT2

 

Mégane III

 

RS 01

Texto da equipe – Fotos: divulgação