Renault já oferece Logan e Sandero com motor SCE 1,0

 

A Renault já tem em seu site as versões de 1,0 litro de Logan e Sandero com o novo motor da linha SCE, apresentado no Salão de São Paulo, que será revelado à imprensa no dia 1/12. O três-cilindros de 12 válvulas, derivado do que equipa o Kwid indiano, será aplicado também à versão brasileira deste último no próximo ano.

O Sandero Authentique com novo motor tem preço sugerido a partir de R$ 42.400, enquanto o Expression custa R$ 44.950. A marca relança a série limitada Vibe com o 1,0-litro por R$ 47.100, com diferenças limitadas ao visual, como rodas de 15 pol em tom grafite e detalhes em azul e laranja no interior. Para o Logan os preços são de R$ 42.200 (Authentique) e R$ 46.300 (Expression). As versões 1,6 (Expression, Expression Avantage, Dynamique e, apenas no Sandero, a Stepway) permanecem com o antigo motor por enquanto. O SCE de 1,0 litro produz potência de 79/82 cv a 6.300 rpm e torque de 10,2/10,5 m.kgf a 3.500 rpm para levar o Sandero de 0 a 100 km/h em 13,1/13,0 s e à máxima de 160/163 km/h, sempre na ordem gasolina/álcool. Em relação ao original indiano, obtém até 14 cv e 1,3 m.kgf a mais.

 

 

Entre as novidades do SCE (Smart Control Efficiency ou eficiência de controle inteligente), detalhadas pelo Best Cars em notícia de 9/11, estão comando de válvulas (duplo no 1,0, único no 1,6) com variação de tempo de abertura para admissão e escapamento, bloco de alumínio e alternador que recarrega mais a bateria em desacelerações. Logan e Sandero 1,6 ganham parada/partida automática e todos recebem assistência eletro-hidráulica de direção. A Renault anuncia redução de consumo de até 19% para os modelos 1,0 e de até 21% para os 1,6.

Mais adiante o SCE 1,6, de origem Nissan, será aplicado também a Duster, Duster Oroch e ao novo utilitário esporte Captur, neste caso com opção de transmissão CVT. Para Logan e Sandero será mantida a caixa automatizada Easy’R em alternativa à manual.

 

Fotos: Fabrício Samahá (motor) e divulgação