Renault confirma Kwid nacional: veja o que esperar

 

Em um anúncio de menos de duas linhas, sem fotos, a Renault confirmou o que já se sabia: o pequeno hatch Kwid será fabricado no Brasil. A informação conta que, “com plataforma mundial, produto foi desenvolvido pela Renault Technology America (RTA) e pelo Renault Design America Latina (RDAL) para o mercado brasileiro”. E isso é tudo o que a fábrica revelou.

 

 

Lançado na Índia há um ano, o Kwid tem 3,68 metros de comprimento, 1,58 m de largura, 1,48 m de altura e 2,42 m de entre-eixos: será um dos menores carros nacionais, ao lado dos concorrentes Fiat Mobi e Volkswagen Up. Por enquanto oferecido apenas com cinco portas, ele tem estilo com certa ligação ao Sandero e interior simples, que na versão indiana usa painel digital. Embora por lá o motor do Kwid seja de 800 cm³ com potência de 54 cv e torque de 7,3 m.kgf, a opção mais cotada para o Brasil é o três-cilindros de 1,0 litro do Nissan March com 77 cv e 10 m.kgf.

O modelo indiano tem suspensão dianteira McPherson e traseira por eixo de torção, pneus 155/80 R 13 com rodas fixadas só por três parafusos, assistência elétrica de direção, tanque de apenas 28 litros e opção pelo sistema de áudio e navegação Media Nav. A expectativa de lançamento é para o último trimestre, com estreia no Salão de São Paulo, e o preço inicial deve ficar na faixa de R$ 30 mil para substituir o veterano Clio, em produção desde 1999.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação