Peugeot 5008 também muda de minivan para SUV

 

Utilitários esporte estão em alta, minivans estão em baixa: a regra do mercado foi seguida mais uma vez pela Peugeot na segunda geração do 5008, antes uma minivan de sete lugares, agora um SUV de mesma capacidade. O 3008 que conhecemos aqui passou por igual mudança de categoria no modelo lançado em maio. Em que pese a retilínea seção traseira, que não combina tanto com o restante, é certo que o 5008 ganhou formas e proporções mais atraentes.

 

 

Baseado (como o 3008) na plataforma EMP2 do grupo PSA, que também serve ao 308 francês e à Citroën C4 Picasso, o modelo está 16,5 cm mais longo e oferece amplo espaço para bagagem: 640 litros com sete lugares e 1.060 com cinco, medidos até o teto. Os bancos da segunda e da terceira fila são separados e podem ser rebatidos e removidos. Como tem sido comum na marca, os instrumentos elevados (uma tela digital de 12,3 pol) são lidos por cima do volante. Auxílios ao motorista incluem controlador de distância à frente, frenagem automática em baixa velocidade, assistente de faróis altos e leitura de placas de velocidade. A tampa traseira conta com acionamento elétrico.

Os motores do novo Peugeot são um 1,2-litro turbo de 130 cv (por mais que pareça subdimensionado para um SUV desse porte) e o 1,6 turbo de 165 cv, ambos a gasolina, além de unidades turbodiesel de 1,6 litro (100 e 120 cv) e 2,0 litros (150 e 180 cv). Não foi prevista tração integral, mas apenas dianteira. O novo 5008 estreia no Salão de Paris.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação