Novo Volvo XC60 vem híbrido e semiautônomo

 

Foi uma carreira de nove anos e quase um milhão de unidades, mas o Volvo XC60 enfim passa à segunda geração no Salão de Genebra. Como se esperava, o estilo repete em grande parte o do maior XC90, sem abrir mão de elementos tradicionais como as lanternas traseiras que sobem pelas colunas.

 

 

Também no interior há soluções do “irmão maior”, caso da ampla tela central em posição vertical e do sistema de direção semiautônoma, que assume direção, acelerador e freios a até 130 km/h. O ar-condicionado de quatro zonas purifica o ar. Como habitual na marca, surgem novidades em segurança: um sistema aciona o volante para retomar a faixa original (se for seguro), seja ao detectar veículos no sentido oposto (evitando uma ultrapassagem de risco), seja em faixa lateral (para evitar que o Volvo lhe dê uma fechada).

O XC60 não economiza potência na nova fase. As opções de motores partem dos turbos a gasolina de 254 cv (T5) e 320 cv (T6, que inclui compressor), passam pelos turbodiesel de 190 cv (D4) e 235 cv (D5) e chegam ao híbrido T8 Twin Engine, com motores elétrico e a gasolina que se combinam para 408 cv. Este faz de 0 a 100 km/h em apenas 5,3 segundos e admite recarga externa (plug-in).

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação