Novo Mercedes-AMG C63 chega a partir de R$ 500 mil

 

Estreia no Brasil o novo Mercedes-AMG C63, versão mais potente do Classe C, em três opções: sedã C63, sedã C63 S e cupê C63 S. Todos trazem motor V8 biturbo de 4,0 litros, tração traseira e transmissão AMG de nove marchas com embreagem de arranque em banho de óleo. O sedã básico dispõe de potência de 476 cv e torque de 66,3 m.kgf, para acelerar de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e alcançar a máxima limitada de 250 km/h. No C63 S e no cupê o motor produz 510 cv e 71,4 m.kgf, o tempo baixa para 4,0 s (sedã) ou 3,9 s (cupê) e o limitador é ajustado para 290 km/h.

 

 

O sistema de escapamento usa borboleta variável, que varia o nível de ruído conforme o programa de condução, a potência exigida e a rotação do motor. O C63 S vem com coxins dinâmicos do motor de série, que modificam sua rigidez de acordo com as condições de rodagem e estilo de condução (ficam mais macios para aumentar o conforto ou mais firmes para favorecer a agilidade). Além do visual esportivo, o C63 tem diversas alterações perante o Classe C normal, como suspensão AMG Ride Control com ajuste adaptativo de amortecimento, freios especiais, rodas de 19 polegadas, acabamento do painel em fibra de carbono e bancos de couro napa preto, preto com detalhes em cinza, vermelho com preto ou branco com preto.

 

 

Ele tem ainda sistema de áudio surround Burmester, sete bolsas infláveis, central com tela de 10,25 pol e comandos por um painel de toque, quadro de instrumentos digital em tela de 12,3 pol e mostradores esportivos, que indicam temperatura do óleo do motor e da transmissão, pressão de alimentação, forças G, torque e potência. Até seis programas de condução estão disponíveis: Slippery (piso escorregadio), Comfort, Sport, Sport+, Race (corrida) e Individual (ajustável), sendo o Race exclusivo para C63 S.

Os preços sugeridos são: sedã C63, R$ 499.900; sedã C63 S, R$ 546.900; e cupê C63 , R$ 555.900.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação