Nissan mostra o Ariya, SUV elétrico com até 389 cv

 

A Nissan mostra o modelo de produção do Ariya, um utilitário esporte elétrico que apareceu como conceito em outubro passado. Com um desenho arrojado que quase não mudou desde a versão conceitual, o Ariya ousa pelo perfil baixo dos faróis e lanternas de leds. No interior o destaque vai para comandos no painel e no console que desaparecem com o carro desligado, pois apenas ideogramas iluminados indicam que aquela superfície pode ser tocada para o acionamento.

 

 

O quadro de instrumentos digital e a central de áudio usam duas telas de 12,3 pol. O sistema de assistência ao motorista Pro Pilot 2.0 mantém o carro no centro da faixa de rodagem, podendo-se até tirar as mãos do volante (sem perder a atenção) em situações determinadas, usando para isso sete câmeras, cinco radares de ondas milimétricas e 12 sensores de sonar.

 

 

O Ariya oferece quatro versões de motorização. A mais simples tem tração traseira, bateria de 65 kWh, motor elétrico de 215 cv com torque de 30,6 m.kgf e autonomia de 450 km pelo padrão japonês de medição. O mesmo SUV pode receber bateria de 90 kWh e motor de 239 cv, com o mesmo torque, para rodar 610 km entre recargas.

 

 

Nas versões de tração integral, uma tem bateria de 65 kWh e dois motores elétricos para 335 cv e 57,1 m.kgf combinados, o bastante para acelerar de 0 a 100 km/h em 5,4 segundos com velocidade máxima de 200 km/h e autonomia de 430 km. Por fim, se dotado de bateria de 90 kWh, esse Ariya produz 389 cv e 61,2 m.kgf para 0-100 em 5,1 segundos e autonomia de 580 km. As vendas no Japão começam em meados de 2021 seguido por Europa, América do Norte e China.

Texto da equipe – Fotos: divulgação