Mulheres são mais nervosas ao dirigir, aponta estudo

Motorista brava

 

Quem é mais nervoso ao volante, homens ou mulheres? Segundo um estudo inglês, o título vai para elas. O experimento realizado com 1.000 motoristas no Reino Unido apontou que as mulheres são, em média, 12% mais irritadas que os homens quando dirigem, avaliação baseada em circunstâncias como ser ultrapassada por outro carro, receber gritos e buzinadas de outros condutores e ter adiante alguém que não sinaliza suas manobras.

Patrick Fagan, psicólogo comportamental da Universidade Goldsmiths, de Londres, explica: “A teoria evolucionista sugere que nossos primeiros ancestrais do sexo feminino tinham de desenvolver um agudo senso de perigo, diante de qualquer ameaça a elas e seus filhos enquanto os homens estavam caçando. Esse instinto de ‘alerta precoce’ ainda é relevante hoje, e as mulheres motoristas tendem a ser mais sensíveis aos estímulos negativos, então ficam com raiva e frustradas mais rápido”. Ele aponta outras conclusões do estudo:

 

 

• As principais razões para gostarmos de dirigir são a liberdade que nos dá (51%), a mobilidade (19%) e a independência (10%).

• Quer ter uma conversa com um homem? Para 29% dos participantes, isso é mais fácil enquanto dirigem e 14% dizem que um bate-papo melhora seu comportamento ao volante.

• Para 54%, cantar ao volante é o que os faz realmente felizes ao dirigir.

• Estradas vazias fazem felizes 84% dos entrevistados; dirigir no campo, 78%; à beira-mar, 69%.

 

Texto da equipe – Foto: divulgação