Mercedes S Coupé: luxo de sobra e curvas como moto

Mercedes-Benz S Coupe 03

 

Salão de GenebraNão é todo dia que se vê um desenho de automóvel digno da palavra “irrepreensível”, mas é o que nos veio à mente ao ver por inteiro o novo Mercedes-Benz Classe S Coupé, agora revelado em dezenas de fotos oficiais, depois que a primeira imagem foi antecipada ontem (10) no Best Cars. Por onde quer que se olhe, o cupê que vem substituir o modelo CL esbanja elegância e harmonia de formas, mesmo que a semelhança da frente com a do (bem mais acessível) CLA possa incomodar a alguns.

Com desenho antecipado em setembro passado pelo conceito S Coupé do Salão de Frankfurt, o novo MB é realmente grande: 5,027 metros de comprimento, 1,899 m de largura, 1,411 m de altura e 2,945 m de distância entre eixos. Os faróis opcionais usam 47 cristais Swarovski, sendo 17 para as luzes diurnas e 30 para os sinalizadores de direção. As rodas podem ter de 18 a 20 pol.

 

 

O interior, que impressiona pelo requinte mesmo em fotos, segue o do Classe S sedã com diferenças como o volante mais esportivo e a remoção do relógio analógico. Um suporte móvel “oferece” o cinto de segurança a quem vai na frente quando a porta é fechada, retraindo-se em seguida, um item de conveniência que a marca usa em cupês há mais de 20 anos. Atrás são usados dois bancos individuais.

Entre os recursos oferecidos estão projeção de informações no para-brisa, sistema de climatização com funções de ionização e emissão de fragrância, aquecimento até para os apoios de braço, massagem nos encostos dianteiros, duas opções de sistema de áudio Burmester e teto solar panorâmico de 1,32 m² de área com escurecimento ao toque de um botão.

Uma só versão é lançada na fase inicial, a S 500 Coupé, com motor V8 de 4,7 litros dotado de dois turbos, potência de 455 cv e torque de 71,4 m.kgf, mas a Mercedes revela que opções mais “quentes” serão acrescentadas, como o S 63 AMG, com um V8 biturbo de 5,5 litros, 593 cv e 91,8 m.kgf. O escapamento tem válvulas que liberam mais ruído quando se usa o motor a pleno, sendo sua atuação mais rápida caso selecionado o programa Sport.

 

Mercedes-Benz S Coupe 21

 

Na suspensão, uma inovação: o sistema Magic Body Control permite que a carroceria se incline para dentro  da curva, como em uma motocicleta (mas em ângulo muito sutil, até 2,5°), em vez de apenas anular a inclinação para fora. Disponível entre 30 e 180 km/h, a função é parte de um programa de uso entre os três oferecidos e tem como intuito reduzir a força lateral sobre os ocupantes em curvas rápidas. O recurso é obtido pelo enrijecimento dos amortecedores de controle eletrônico, de forma individual, conforme informações de uma câmera estéreo no para-brisa e de um sensor de aceleração lateral.

Outros auxílios ao motorista já são conhecidos, como frenagem automática a até 200 km/h quando há colisão iminente, detecção de pedestre, controlador de distância à frente com função para-anda, faróis que adaptam seu facho se detectado veículo à frente ou no sentido oposto, assistente para visão noturna e acionamento automático do freio de estacionamento quando há risco de ser abalroado por trás (para reduzir o impacto sobre a coluna dos ocupantes).

Com estreia no Salão de Genebra, no próximo mês, o S Coupé começa a ser vendido no segundo semestre.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação