Renovado, Mercedes Classe E traz mais versões híbridas

 

Uma reestilização, novo motor e mais assistências ao motorista são as novidades do Mercedes-Benz Classe E, lançado no Salão “virtual” de Genebra. O modelo 2021 ganha frente e traseira renovadas, lembrando outros modelos da marca como o CLS, enquanto o interior adota a central de áudio MBUX (ativada com controles de voz ou gestos) e novo painel de instrumentos, que pode ter duas telas de 10,25 ou de 12,3 polegadas. Recurso inédito é a chamada cinética energética do banco, que altera a postura dos ocupantes durante uma viagem para maior conforto.

 

 

 

As opções híbridas do Classe E agora são sete, com motores a gasolina de 156 a 367 cv e a diesel entre 160 e 330 cv. Inédito no modelo é o novo motor de seis cilindros em linha e 3,0 litros do E450 com 367 cv e auxílio elétrico. No esportivo Mercedes-AMG E53 (perua azul nas fotos), tal auxílio fornece mais 21 cv e 25,5 m.kgf de torque ao motor biturbo de 3,0 litros, que já oferece 435 cv e 53 m.kgf, de modo a acelerar de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos. A velocidade máxima limitada pode chegar a 270 km/h com o pacote opcional. A perua Estate segue as novidades, incluindo a versão All Terrain (em branco na foto) com maior altura de rodagem, enquanto Coupé e Cabriolet serão renovados ainda este ano.

Mais novidades do Salão “virtual” de Genebra 2020

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação