Mercedes-Maybach: o novo Classe S com conforto de sobra


Quando o requinte e o conforto do Mercedes-Benz Classe S não são o bastante, a própria Daimler-Benz oferece uma alternativa: o Mercedes-Maybach Classe S, que aparece em nova geração no Salão de Guangzhou, na China.


Voltado ao uso com chofer, o Mercedes-Maybach tem mais 18 cm entre eixos, medida que chega a 3,40 metros, e esbanja luxo para os passageiros de trás. Eles dispõem de bancos individuais reclináveis, almofadas nos encostos, apoio de pernas, massageador para as panturrilhas, telas de vídeo e console central.


O sistema ativo de cancelamento de ruídos anula sons de rodagem para um ambiente ainda mais silencioso. O movimento da mão em busca do cinto de segurança aciona um extensor automático que o deixa mais acessível. Outros comandos por gestos são para ligar luzes de leitura e abrir ou fechar persianas contra sol (e contra visões indesejadas dos transeuntes). As portas traseiras contam com abertura automática.


Na parte externa, o Mercedes-Maybach diferencia-se do Classe S “comum” também pela pintura em dois tons. As versões disponíveis variam conforme o mercado: S580, com motor V8 biturbo de 4,0 litros e 500 cv com auxílio elétrico, e S650, o único Classe S a manter um motor V12, o conhecido biturbo de 6,0 litros e 630 cv. Mais tarde haverá um híbrido com recarga externa (plug-in) com um seis-cilindros de 3,0 litros e motor elétrico para 510 cv combinados.


Tanto a suspensão pneumática quanto a transmissão e o acelerador são reprogramados no modo de condução Maybach, que visa ao máximo conforto. Para facilitar manobras e retornos, as rodas traseiras esterçam em até 10 graus. No segundo semestre de 2021 o Mercedes-Maybach chegará ao nível 3 de assistência ao motorista, podendo-se tirar as mãos do volante em tráfego lento e em rodovias selecionadas.


China, Coreia do Sul, Rússia, Estados Unidos e Alemanha são os principais mercados do novo Mercedes. A marca Maybach surgiu em 1908 e produziu carros de luxo até 1940. Comprada pela Daimler em 1960, reapareceu no mercado de automóveis apenas em 2002. Os modelos próprios da marca deixaram de ser produzidos em 2012, mas após dois anos surgiu o primeiro Mercedes-Maybach derivado do Classe S.

Texto da equipe – Fotos: divulgação