Mercedes Classe A ganha sedã, que começa pela China

 

A Mercedes-Benz lança no Auto China 2018, em Pequim, seu adversário para os sedãs Audi A3 e BMW Série 1 (este restrito ao mercado chinês): o Classe A Sedan L, no qual a letra final designa a versão de entre-eixos longo. Haverá uma mais curta para venda em outros mercados, como Europa e Estados Unidos, a ser revelada ainda este ano (na China é mais comum o dono ser conduzido por chofer, mesmo em carros não tão grandes).

 

 

Embora lembre vagamente o CLA, o novo sedã foi projetado para oferecer mais conforto a quem viaja atrás. A frente é a mesma do novo Classe A hatch, mas o entre-eixos passou de 2,73 para 2,79 metros e o comprimento chega a 4,61 m. Os dois carros são praticamente iguais também no painel, que usa telas tanto no quadro de instrumentos quanto na seção central com o novo sistema MBUX. O porta-malas não foi prioridade com sua capacidade algo modesta, 420 litros.

O Classe A Sedan L usará dois motores turbo a gasolina: de 1,35 litro, com escolha entre 134 e 161 cv, e de 2,0 litros com 188 cv, ambos com transmissão de dupla embreagem e sete marchas e tração dianteira. A produção será pela Beijing Benz Automotive (BBAC), associação entre a Daimler alemã e a BAIC chinesa. O país asiático foi o maior mercado da Mercedes em 2017, com 610 mil unidades vendidas (incluindo Smart).

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação