Mercedes aumenta linha Classe C com C 160 e C 300

Mercedes-Benz Classe C 11

 

A linha Classe C da Mercedes-Benz ganha mais cinco versões no mercado europeu. A opção de entrada passa a ser o C 160, com o motor turbo de 1,6 litro do C 180 ajustado para menores potência (apenas 129 cv) e torque (21,4 m.kgf), suficientes para acelerar de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos (9,9 s no caso da perua). O C 200 a gasolina e o C 220D a diesel ganham opção de tração integral 4Motion.

 

 

Outra mudança é o C 300, que vem com o turbo de quatro cilindros e 2,0 litros, com 245 cv e 37,7 m.kgf, para competir com o BMW 328i de mesmas cilindrada e potência. Ele faz o 0-100 em 5,9 segundos (perua, 6,1 s). No passado essa sigla foi usada em um Classe C aspirado de seis cilindros. A linha continua com o C 450 AMG 4Matic, que combina tração integral ao V6 biturbo de 3,0 litros, 367 cv e 53 m.kgf, para 0-100 em 4,9 s (5 s na perua).

Somados aos conhecidos C 180 (1,6 de 156 cv), C 250 (2,0 de 211 cv), C 350E (2,0 mais motor elétrico, 279 cv), C 400 (V6 3,0 de 333 cv), C 180D (1,6 a diesel de 116 cv), C 200D (1,6 a diesel de 136 cv), C 250D (2,1 a diesel de 204 cv), C 300H (2,1 a diesel mais elétrico, 231 cv) e os esportivos AMG C63 (V8 4,0, 476 cv) e AMG C63 S (o mesmo com 510 cv), já são 15 versões de motorização no Classe C. Tem para todos os gostos e (quase todos) os bolsos.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação