Mercedes-AMG GT Roadster vem com versão de 557 cv

 

O Mercedes-AMG GT aparece no Salão de Paris em versões Roadster, ou conversível de dois lugares, com duas opções: a básica GT, que mantém a potência de 476 cv e o torque de 64,3 m.kgf do GT cupê, e a superior GT C, cujo motor de 557 cv e 69,4 m.kgf representa aumento de 47 cv e 3,1 m.kgf sobre o GT S fechado. Nos dois casos é usada a unidade V8 biturbo de 4,0 litros com transmissão automatizada de dupla embreagem e sete marchas e tração traseira.

 

 

O GT Roadster acelera de 0 a 100 km/h em 4 segundos e alcança máxima de 302 km/h, ao passo que o GT C Roadster faz o 0-100 em 3,7 s e atinge 316 km/h. Este último toma emprestados recursos técnicos do cupê GT R, como bloqueio eletrônico do diferencial e rodas traseiras esterçantes. Tem ainda escapamento com dois níveis de ruído, o programa Race (corrida) para a transmissão, controle eletrônico de amortecimento, bitola posterior mais larga, rodas de 20 pol em vez de 19 e bateria de íon de lítio, mais leve.

Nas duas versões é aplicado o sistema ativo de aerodinâmica do GT R fechado, com aletas verticais na parte inferior dianteira que podem ser abertas ou fechadas por motor elétrico, de acordo com a necessidade de arrefecimento. A capota de tecido do novo conversível abre ou fecha em meros 7 s, operação que pode ser acionada a até 50 km/h, e pode ser preta, bege ou vermelha. A estrutura do componente combina aço, alumínio e magnésio para conter o peso: o GT acusa 1.595 kg na balança, e o GT C, 1.660 kg.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação