Maybach faz do Mercedes GLS um SUV de extremo luxo

 

Range Rover, Rolls-Royce Cullinan e Bentley Bentayga, fiquem atentos: quando a Mercedes-Benz aciona a divisão Maybach, o resultado não deixa por menos. De fato, opulência e requinte não faltam ao Mercedes-Maybach GLS 600, apresentado no Salão de Guangzhou (China) como o utilitário esporte mais luxuoso que o grupo alemão já fez.

 

 

 

Como o nome sugere, o primeiro SUV de produção da Maybach é uma execução mais sofisticada sobre o Mercedes GLS. Sem alterar as dimensões, como o entre-eixos de 3,14 metros, a divisão remodelou a frente, acrescentou cromados, aumentou as rodas para 22 pol com opção por 23 e adotou pintura em dois tons, opcional. Os estribos se estendem eletricamente com superfícies de alumínio para o acesso.

 

 

O interior dispensa os sete lugares do Mercedes, bastando quatro com elevado conforto. Os passageiros do banco traseiro recebem bancos reclináveis ​​revestidos em couro Nappa com aquecimento e ventilação, além de persianas com comando elétrico. O sistema de áudio MBUX inclui telas de vídeo para eles. O console central pode ser equipado com mesas extensíveis e geladeira com espaço para garrafas de champanhe.

 

 

O motor V8 biturbo de 4,0 litros, que produz 550 cv e torque de 74,5 m.kgf, vem associado ao auxílio elétrico EQ Boost com 22 cv e 25,5 m.kgf. É o bastante para levar as 2,8 toneladas de luxo de 0 a 100 km/h em tempo de esportivo (4,9 segundos) com velocidade máxima limitada a 250 km/h. O GLS 600 tem ainda suspensão ativa com controle de inclinação em curvas. As vendas só começam no segundo semestre de 2020. Os preços, ainda não anunciados, devem girar em torno de US$ 200 mil nos EUA.

Texto da equipe – Fotos: divulgação