Jaguar constrói E-type de alumínio, pendência de 1963

Jaguar Lightweight E-Type 05

 

Em 1963, quando as formas longilíneas do Jaguar E-type conquistavam o mundo, a fábrica inglesa anunciou a construção de 18 unidades de uma versão Special GT para competição. Apenas 12 foram feitas, o que deixou para a história uma pendência agora assumida pelo fabricante. Para o evento de carros clássicos de Pebble Beach, na Califórnia, EUA, a Jaguar Land Rover Special Operations construiu o protótipo Lightweight (leve) E-type, ao qual se seguirão os seis exemplares de venda ao público, destinados a competições de automóveis antigos. Os números de chassi são os reservados para o Special GT meio século atrás.

 

 

Dentro da proposta de baixo peso, a carroceria foi feita em alumínio, tanto no monobloco quanto em painéis como portas, capô e tampa do porta-malas, e o teto do mesmo material pode ser retirado. A medida resultou em 114 kg a menos que no E-type original de aço. As formas e o interior são típicos dos anos 60, incluindo volante de madeira e bancos revestidos em couro de alto padrão. O motor de seis cilindros em linha e 3,8 litros, configuração original da época, usa três carburadores para obter potência de 340 cv e torque de 38,7 m.kgf, transmitidos a uma caixa manual de apenas quatro marchas, mas a injeção mecânica oferecida no Special GT foi aplicada a este protótipo. Nas suspensões, pneus e freios, o Lightweight segue os padrões do carro original.