Hyundai I30: esportivo N de 275 cv e versão Fastback

 

O Hyundai I30 ganha duas versões nos mercados externos: a esportiva N e a carroceria Fastback. O I30 N, primeiro produto da linha de alto desempenho da marca, faz alusão tanto a Namyang (Coreia do Sul, onde foi criado) quanto a Nürburgring, o circuito alemão onde foi feito o acerto de chassi. A letra também simboliza uma chicane.

O motor Theta turbo de 2,0 litros com injeção direta produz potência de 250 cv e torque de 36 m.kgf, com opção pelo pacote Performance para 275 cv. A fábrica anuncia máxima de 250 km/h e 0-100 km/h em 6,1 segundos com o pacote (sem ele, 6,4 s). Para competir com Ford Focus ST, Renault Sport Mégane RS e VW Golf GTI, entre outros, a Hyundai aplicou ao I30 N controle eletrônico de amortecimento, diferencial com bloqueio eletrônico (a tração é apenas dianteira), assistente para largada e o Rev Matching, que eleva as rotações do motor quando se reduz uma marcha na caixa manual de seis marchas.

 

 

O seletor de modos de condução oferece cinco modos, incluindo os esportivos N e N Custom (configurável), e o escapamento usa válvula para ajustar o nível de ruído. As rodas são de 18 pol com pneus 225/40 ou 19 pol com 235/35 e pode-se desativar o controle de estabilidade. O carro pesa de 1.400 a 1.509 kg, conforme a versão. No painel a tela de 8 pol pode apresentar informações como a força g.

O I30 Fastback, por sua vez, é um cinco-portas com a traseira mais longa que a do hatch, concluída em um “rabo de pato”, sem chegar ao estilo formal de um sedã. Com 4,46 metros de comprimento, é 12 cm maior que o hatch e 3 cm mais baixo. Os motores são os mesmos da linha I30 de terceira geração, ainda não lançada no Brasil: no mercado europeu, os turbos a gasolina de 1,0 litro/120 cv e e 1,4 litro/140 cv e o turbodiesel de 1,6 litro com 110 ou 136 cv. Caixa de dupla embreagem e sete marchas está disponível.

 

I30 N

 

I30 Fastback

Texto da equipe – Fotos: divulgação