Novo homenageado pelo Bugatti Veyron é Rembrandt

Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse Rembrandt 17

 

Salão de GenebraA Bugatti continua a lançar os carros da série Les Légendes de Bugatti (as lendas da Bugatti). A sequência engloba seis edições que homenageiam personalidades importantes da história da marca. Cada um é produzido em apenas três unidades, e as nove das três edições anteriores já foram vendidas. O homenageado da vez é Rembrandt, irmão de Ettore Bugatti, fundador da marca. Escultor, ele criou o elefante dançarino que ornamentava o radiador do Bugatti Royale.

As edições anteriores homenageavam Jean-Pierre Wimille, famoso piloto que correu na escuderia francesa; Jean Bugatti, irmão mais velho de Ettore e um dos principais engenheiros da empresa; e Meo Costantini, chefe de equipe na fase mais gloriosa da marca em competições.

 

 

O Rembrandt é baseado no Veyron 16/4 Grand Sport Vitesse, com seu motor W16 de 1.200 cv, e custará 2,18 milhões de euros. A pintura externa vem em dois tons, com a parte inferior em marrom e a superior em bronze, lembrando assim o material predileto do artista que dá nome ao carro. Sua assinatura é escrita por laser nas tampas de reabastecimento de combustível e óleo. Entre os dois encostos de banco, há uma réplica em bronze da famosa escultura do elefante. Detalhes em platina estão na grade e nos logotipos da traseira e do volante. Como toque final de exclusividade, um desenho do rosto do escultor com sua assinatura aparece nas soleiras internas do carro.

 

Texto: José Geraldo Fonseca – Fotos: divulgação