Lamborghini Huracán, de 610 cv, surge ao público

Lamborghini Huracan LP610-4 13

 

Salão de GenebraEmbora tivesse sido revelado em dezembro, o Lamborghini Huracán LP 610-4 — sucessor do longevo Gallardo, lançado em 2003, o carro de maior produção na história da marca — faz sua primeira aparição pública apenas agora no Salão de Genebra. Com as formas angulosas e intimidadoras que caracterizam os carros esporte de Sant’Agata Bolognese, o Huracán usa o nome do touro de briga pertencente ao espanhol Conde da Patilla, do século XIX. A sigla, por sua vez, significa motor longitudinal posterior de 610 cv e tração nas quatro rodas.

Tecnologia avançada está na parte externa, como os primeiros faróis em supercarros a usar apenas leds, e na interna, caso do painel de instrumentos com tela configurável de TFT de 12,3 pol. A estrutura emprega componentes de alumínio e fibra de carbono para obter um peso (a seco) de 1.422 kg. Não foram esquecidos confortos como regulagem elétrica dos bancos, sistema de áudio com DVD, câmera traseira para manobras, navegador e fartas opções de revestimentos.

 

 

Aprimorado a partir do que equipava o Gallardo, o motor V10 central-traseiro de 5,2 litros — que preserva a aspiração natural em plena era do turbo — desenvolve a potência de 610 cv a 8.250 rpm e o torque de 57 m.kgf a 6.500 rpm. Sistemas de injeção direta estratificada e indireta são usados em conjunto, pois cada um tem sua maior adequação a certas faixas de rotação e de abertura de acelerador. A taxa de compressão é bastante alta, 12,7:1.

 

Lamborghini Huracan LP610-4 14

 

Com relação peso-potência de 2,33 kg/cv, o Huracán acelera de 0 a 100 em 3,2 segundos, passa pelos 200 em 9,9 s e alcança a velocidade máxima de 325 km/h, ao mesmo tempo em que consome combustível e emite CO2 em doses 11% menores que o Gallardo. A inédita caixa de câmbio tem sete marchas e dupla embreagem — chamada de Lamborghini Doppia Frizione ou LDF — e a tração é integral, com envio de 70% do torque às rodas traseiras em condições normais; esse percentual pode variar de 50% a 100% conforme a aderência disponível.

Um seletor de programas de condução com três modos (Strada, Sport e Corsa, ou corrida) afeta motor, câmbio, tração e o controle eletrônico de estabilidade. O Huracán usa rodas de 20 pol com pneus dianteiros 245/30 e traseiros 305/30, freios a disco de carbono-cerâmica, direção com relação variável e suspensão com controle magnético dos amortecedores, este opcional.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação