Galerias de imagens do Salão de Frankfurt: BMW

 

O BMW i3 faz seu lançamento mundial no Salão. O motor elétrico traseiro desenvolve potência de 170 cv (125 kW) e torque de 25,5 m.kgf para acelerar de 0 a 100 em 7,2 segundos e alcançar 150 km/h.

 

 

As laterais têm quatro portas, sendo as traseiras articuladas atrás, sem coluna central. Usa rodas de 19 pol com estreitos pneus 155/70 (há opção por 20 pol), tem suspensão independente nas quatro rodas e distribuição de peso de 50% por eixo.

 

 

Para o tipo de veículo, um destaque é o peso de 1.195 kg (sendo apenas 50 do motor), para o que concorre a estrutura da cabine em plástico reforçado com fibra de carbono.

 

 

As baterias de íon de lítio de 22 kWh fornecem autonomia entre 130 e 160 km. Quando sua carga está baixa, é acionado um motor a gasolina de dois cilindros, 650 cm³ e apenas 34 cv, também traseiro, fornecido como opcional, destinado apenas a recarregá-la e a elevar a autonomia até 300 km.

 

 

 

Surge a versão de produção do esportivo híbrido i8. O modelo de 2+2 lugares tem ótima aerodinâmica (Cx 0,26), estrutura da cabine em plástico reforçado com fibra de carbono e painel com suportes de magnésio.

 

 

O motor turbo de 1,5 litro e três cilindros desenvolve potência de 231 cv e torque de 32,6 m.kgf, valores que impressionam para sua cilindrada (são 154 cv por litro) e são transmitidos às rodas traseiras, como mandam as tradições da marca.

 

 

Ele vem associado a um motor elétrico de 96 kW (131 cv) e 25,5 m.kgf, com tração dianteira, de modo que o i8 ganha tração integral quando eles trabalham em conjunto, produzindo 362 cv e 58 m.kgf. Nessa condição, o carro acelera de 0 a 100 em 4,5 segundos e alcança a máxima de 250 km/h.

 

 

O consumo médio de gasolina é de mais de 40 km/l com emissão de apenas 59 gramas de CO2 por km. Os motores podem também operar separados. Só com o elétrico, o modelo alcança 120 km/h e pode rodar por até 35 km.

Próxima parte