VW Tiguan: maior, mais eficiente e com versão híbrida

Volkswagen Tiguan 01

 

A Volkswagen revelou a segunda geração do Tiguan na véspera da abertura à imprensa do Salão de Frankfurt, nesta terça-feira (15). O utilitário esporte cresceu 6 cm em comprimento, 3 cm em largura e 7,7 cm em entre-eixos, mas ainda não ganhou a versão de sete lugares: ela deve aparecer mais tarde este ano, com produção prevista para o México para atender a mercados como os Estados Unidos. O estilo remete claramente ao do novo Passat e a conceitos recentes da marca como o Cross Coupe GTE do Salão de Detroit; os faróis podem ser de leds. O carro branco das fotos tem o pacote esportivo R-Line, com rodas de 19 ou 20 polegadas, defletores e acessórios internos.

O interior segue o padrão visual da marca e traz itens como tela de 12,3 pol no quadro de instrumentos, outra de até 8 pol no sistema de entretenimento, conexão ao celular pelas plataformas Apple Car Play, Android Auto e Mirror Link, câmeras que mostram 360 graus ao redor, massagem nos bancos dianteiros, volante aquecido, “um dos maiores tetos panorâmicos da classe” e abertura/fechamento motorizado da tampa traseira com acionamento ao mover o pé sob o para-choque, além do conhecido assistente de estacionamento. O pacote de segurança abrange controlador do espaço à frente com função para-anda, frenagem automática em velocidades urbanas e freios multicolisão (freiam o carro após um impacto a fim de evitar outro). A VW informa capacidade de bagagem de 615 litros, aumento de 145 sobre o modelo anterior.

 

Desenvolvido sobre a plataforma modular MQB do atual Golf, o novo Tiguan oferece oito versões de motores turbo: quatro a gasolina (125, 150, 180 e 220 cv) e quatro a diesel (115, 150, 190 e 240 cv). O consumo foi reduzido em até 24%, de acordo com a versão. Os motores menos potentes vêm com tração dianteira; os outros oferecem também a integral, caso em que o modelo vem com sistema Haldex, suspensão elevada em 11 mm, para-choque dianteiro com maior ângulo de entrada e um seletor no console com os modos Onroad, Snow (neve), Offroad e Offroad Individual (configurável).

No mesmo evento a VW mostra como conceito o Tiguan GTE, versão híbrida recarregável em fonte externa (plug-in). O sistema combinado obtém 218 cv, com um motor 1,4 turbo a gasolina e um elétrico, e permite atingir 200 km/h e fazer de 0 a 100 em 8,1 segundos. O carro pode também rodar 50 km ou atingir 130 km/h só com eletricidade. Um módulo captador de energia solar no teto produz, segundo a VW, energia suficiente para rodar 1.000 km em um ano.

 

Tiguan

 

Tiguan GTE

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação