Ford Fusion deixa o Brasil: relembre 14 anos de história

 

O Ford Fusion saiu de vez do mercado brasileiro. Com importações do México suspensas desde o ano passado, o sedã deixou de constar do site do fabricante, que agora tem como único modelo de três volumes o Ka Sedan. No mercado de usados, as unidades mais recentes encontradas pelo Best Cars são modelos 2019 fabricados em 2018. Nos quatro primeiros meses deste ano, apenas 14 unidades foram emplacadas segundo a Fenabrave.

 

 

O abandono desse segmento pela Ford era esperado desde 2018, quando a empresa anunciou que não haveria sucessores para seus sedãs nos Estados Unidos — o Fusion, porém, continua à venda naquele mercado, fornecido pela fábrica mexicana. No Brasil, a linha 2019 compreendia as versões SEL (ao preço sugerido de R$ 149.900), Titanium (R$ 179.900), ambas com motor turbo de 2,0 litros e 248 cv, e Titanium Hybrid (R$ 183 mil), com motor de 2,0 litros e motor elétrico para 191 cv combinados.

Relembre a trajetória do Fusion em 14 anos no mercado nacional.

 

Ford Fusion deixa o Brasil: relembre 14 anos de história

 

O Ford Fusion chegou ao Brasil em 2006 (acima), em sua primeira geração, na versão SEL com motor de 2,3 litros e 162 cv, caixa automática de cinco marchas e tração dianteira. Seu preço era competitivo ao do Chevrolet Vectra Elite 2,4 nacional, de menor porte.

 

Ford Fusion deixa o Brasil: relembre 14 anos de história

 

O modelo 2010 (acima) ganhava uma reestilização na frente, motor de 2,5 litros e 173 cv, caixa automática de seis marchas e controle de estabilidade de série. Aparecia também a versão V6 de 3,0 litros e 243 cv com tração integral. No ano seguinte vinha o Fusion Hybrid, com motor 2,5 e motor elétrico para 191 cv combinados.

 

 

 

Na segunda geração, lançada aqui como modelo 2013 (acima), o Fusion tornava-se igual em aparência ao Mondeo feito na Europa. A linha agora contava com versão Flex de 2,5 litros (175 cv), Titanium Ecoboost com motor turbo de 2,0 litros (248 cv com escolha de tração dianteira ou integral) e, meses depois, o Hybrid de 2,0 litros e 191 cv.

 

 

O modelo 2017 (acima) vinha com para-choques retocados, mais itens de conveniência e segurança e seletor giratório para a transmissão automática. Pequenas mudanças de estilo marcavam também o modelo 2019 (foto no alto), que abandonava o motor 2,5.

Leia avaliações:

Ford Fusion vs. Chevrolet Vectra

Ford Fusion vs. Toyota Camry vs. VW Passat (2009)

Ford Fusion vs. Citroën C5 vs. Honda Accord (2010)

Ford Fusion vs. Citroën DS5 vs. Hyundai Azera vs. Peugeot 508 vs. VW Passat (2013)

Ford Fusion vs. Honda Accord vs. Nissan Altima (2014)

Ford Fusion vs. Honda Accord vs. VW Passat (2017)

Texto da equipe – Fotos: divulgação