Ford Fiesta Sedan vem remodelado a partir de R$ 50 mil

 

O Ford Fiesta sedã acompanha a reformulação apresentada em abril para o hatchback, mas continua a ser importado do México (o volume de vendas pretendido não justifica a nacionalização). Além da frente em sintonia com os novos padrões visuais da marca, o sedã recebeu traseira remodelada, pequenas alterações no interior e novidades técnicas. São oferecidas duas versões: SE, aos preços de R$ 50 mil com câmbio manual e R$ 53.640 com o inédito (no modelo) automatizado de dupla embreagem Powershift, e Titanium, que custa R$ 55.340 com o manual e R$ 59 mil com o Powershift.

O motor flexível de 1,6 litro e 16 válvulas permanece o único oferecido para o Fiesta Sedan, mas recebe variação do tempo de abertura das válvulas para ganhar potência, que agora é de 125 cv com gasolina e 130 cv com álcool. Outra novidade é o sistema de partida a frio com preaquecimento de álcool, que dispensa tanque auxiliar de gasolina. A Ford anuncia velocidade máxima de 190 km/h e aceleração de 0 a 100 km/h em 12,1 segundos (álcool).

 

 

Os equipamentos de série da versão SE incluem bolsas infláveis frontais, freios antitravamento (ABS), controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, ar-condicionado automático, travas e vidros elétricos com fechamento global, alarme, direção com assistência elétrica, rádio com toca-CDs e MP3 e sistema Sync de interface Bluetooth com comandos de voz em português. A Titanium acrescenta cinco bolsas infláveis (laterais dianteiras, cortinas laterais e para os joelhos do motorista), controle automático de velocidade, sensor de estacionamento traseiro, faróis e limpador de para-brisa automáticos, retrovisor interno fotocrômico, revestimento de bancos e volante em couro e rodas de alumínio de 16 polegadas.

Confira a avaliação do novo Fiesta