Fiat Tipo ganha versões hatch e perua em Genebra

 

O recente sedã Fiat Tipo recebe duas novas formas de carroceria no Salão de Genebra: as variações hatchback e perua, com visual semelhante ao do sedã, mas com detalhes que os diferenciam. No dois novos modelos há luzes diurnas integradas em leds com desenho alterado e faróis auxiliares agora circulares (no sedã são retangulares) com detalhes cromados. Na traseira do hatch e da perua está o mesmo padrão de lanternas, mas com desenho próprio. As linhas laterais não sofrem grandes mudanças, permanecendo equilibradas, mas sem esboçar criatividade.

O Tipo hatch, que traz de volta o nome do modelo produzido na Itália entre 1988 e 1995, mede 4,37 m de comprimento, 1,79 m de largura e 1,50 m de altura. Na Tipo Station Wagon o comprimento ganha 20 cm, para 4,57 m (no sedã são 4,54 m), e a altura é de 1,51 m. As capacidades anunciadas para porta-malas são de 440 litros e 550 litros, na ordem.

 

 

Os motores para as novas versões remetem ao sedã, sendo dois a diesel Multijet II (1,3-litro com 95 cv/20,4 m.kgf e 1,6-litro de 120 cv/32,6 m.kgf), três a gasolina (Fire 1,4 com 95 cv/13 m.kgf, turbo 1,4 de 120 cv/21,9 m.kgf e nosso conhecido E-Torq 1,6 com 110 cv) e uma inédita unidade TJet LPG de 1,4 litro, apta a usar gasolina e gás veicular, com 120 cv. A oferta de caixas de câmbio varia entre manuais de cinco marchas (exclusiva da unidade 1,3 Multijet) e seis marchas (para motores 1,4) e automática de seis (para o E-Torq).

Na Europa a família Tipo entra em um terreno muito competitivo, onde a marca não tem um modelo expressivo em vendas. Agora com a ampla oferta de carrocerias, motores e câmbios, poderá enfim ganhar espaço relevante na acirrada briga contra Opel Astra, Volkswagen Golf, Ford Focus e muitos outros.

Salao de Genebra

 

Texto: Jonathan Machado – Fotos: divulgação