Fiat 500 e Panda economizam 20% com auxílio elétrico

 

Versões híbridas ganham espaço a cada dia no mercado europeu, pela redução de consumo e de emissão de CO2, e a Fiat acaba de apresentar mais duas. O Panda (que lembra nosso Uno, mas é menor) e o 500 (fotos superiores) ganham a opção Hybrid, com motor elétrico associado ao Firefly a gasolina de 1,0 litro e três cilindros com 70 cv e apenas 9,4 m.kgf de torque. O sistema híbrido leve não permite ao motor elétrico mover o carro por si, mas a unidade a gasolina é desligada abaixo de 30 km/h quando se coloca a transmissão de seis marchas em ponto-morto. A bateria de íon-lítio armazena 11 Ah.

 

 

 

 

A economia de combustível média é de 20%, mas chega a 30% no Panda Cross, em relação aos carros anteriores com motor de 1,2 litro e quatro cilindros. Os dois modelos terão edições de lançamento, que usam tecido especial criado por plástico reciclado nos bancos. O 500 Hybrid, porém, deve ter vida curta: ainda em 2020 deve aparecer a nova geração do modelo, disponível apenas com motor elétrico.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação