Ferrari SF90 Stradale, supercarro híbrido de 1.000 cv

 

A Ferrari apresenta o carro de rua mais potente de sua história: o SF90 Stradale, que marca os 90 anos de fundação da Scuderia Ferrari. A potência de 1.000 cv é obtida pela combinação de um motor V8 turbo central-traseiro de 4,0 litros, que produz 780 cv e torque de 81,6 m.kgf, e três motores elétricos (dois na frente e um atrás) que respondem pelos demais 220 cv. Pela primeira vez um Ferrari pode ser recarregado em fonte externa (plug-in).

 

 

Com tração integral (também inédita entre os modelos mais esportivos da marca) e transmissão de dupla embreagem e oito marchas, ele acelera de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos, passa pelos 200 em 6,7 s e alcança a máxima de 340 km/h. Dono de um belo desenho, o SF90 pesa 1.570 kg e, assim, tem relação peso-potência de 1,57 kg/cv. Ele pode rodar 25 km em modo elétrico, capaz também de levá-lo a 135 km/h.

 

 

No interior, mais novidades: quadro de instrumentos digital, com tela curva de 16 pol, e um painel tátil no volante para controlar praticamente todas as funções do carro. Há quatro modos de condução: E-Drive, usando apenas o motor elétrico dianteiro; Hybrid, que usa também o V8 se necessário; Performance, que recarrega mais as baterias de íons de lítio a fim de obter auxílio elétrico quanto o motorista pisar fundo; e Qualify, que prioriza o desempenho, mesmo que venha a descarregar as baterias.

A versão Assetto Fiorano tem alterações para mais esportividade, com amortecedores especiais, pneus Michelin Pilot Sport Cup2, componentes de fibra de carbono (portas e coberturas do assoalho) e de titânio (como o escapamento) para redução de peso de 30 kg e aerofólio traseiro que produz 390 kg de força descendente a 250 km/h.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação