Subaru WRX STI: 305 cv e tração integral sofisticada

Subaru WRX STI 05

 

Salão de DetroitA Subaru aproveita o Salão de Detroit para lançar a nova geração do WRX STI, versão mais potente de seu sedã médio, agora desvinculada do Impreza convencional, a exemplo do que ocorrera com o WRX básico. O motor permanece um quatro-cilindros opostos (boxer) de 2,5 litros com turbo, que desenvolve 305 cv e torque de 40 m.kgf, associado a um câmbio manual de seis marchas (nada de opção automática ou automatizada) e, claro, uma sofisticada tração integral.

Tração esta que inclui o Multi-Mode Driver Controlled Center Differential (DCCD), ou diferencial central controlado multimodo. A repartição-padrão de torque, de 41% à frente e 59% à traseira, pode variar conforme as condições de aderência, velocidade, rotação, posição das rodas e do acelerador, aceleração lateral e uso dos freios, enquanto o diferencial traseiro Torsen faz a repartição entre as rodas desse eixo. O DCCD oferece três modos automáticos de uso e seis programas de bloqueio em modo manual.

 

 

O STI vem também com controle de estabilidade com três opções (normal, só com controle de tração e desativado), sistema de vetorização de torque (envia maior parcela à roda externa em curva para melhor estabilidade; inédito no modelo), suspensão mais firme que a do WRX, direção bem rápida (relação de 13:1) e freios Brembo com ABS calibrado para uso esportivo. O interior traz revestimentos em couro e camurça sintética, em tons preto e vermelho, e a opção de sistema de áudio Harman/Kardon. Uma série limitada a 1.000 unidades, a Launch Edition (edição de lançamento), vem na característica cor azul WR Blue com rodas BBS douradas em alumínio forjado.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação