Com turbos, Porsche 911 Carrera anda mais e gasta menos

911 Carrera S

 

O Porsche 911 Carrera e o Carrera S, versões de entrada do mítico carro esporte alemão, passam por modificações no Salão de Frankfurt. Anunciado (com habitual exagero) como nova geração, o pacote de novidades começa por mudanças discretas de estilo: faróis, lanternas traseiras, tomadas de ar no capô do motor. O interior ganha um sistema de entretenimento mais moderno, com tela de 7 pol que admite gestos como em um telefone, navegador com uso da internet e serviços do Google Streetview. Um seletor de modos de condução no volante ajusta sistemas como câmbio, suspensão e escapamento entre os programas Normal, Sport, Sport Plus e Individual (configurável). No caso do câmbio de dupla embreagem PDK há ainda o botão Sport Response, que prepara o carro para aceleração ou retomada rápida.

 

 

A estrela do novo 911 é o motor biturbo, oferecido pela primeira vez nestas versões, dentro da tendência de usar superalimentação e menor cilindrada para reduzir consumo e emissão de CO2.Com dois turbos o boxer de seis cilindros agora se limita a 3,0 litros, ante 3,4 do antigo Carrera e 3,8 do Carrera S. No primeiro a potência passa de 350 para 370 cv e o torque de 39,8 para 45,9 m.kgf, enquanto o Carrera S sobe de 400 para 420 cv e de 44,9 para 51 m.kgf; em ambos, o torque máximo está disponível de 1.700 a 5.000 rpm. A Porsche garante ter mantido o som de motor típico do modelo.

Os resultados são consumo 12% mais baixo e desempenho ainda melhor. O 911 Carrera cupê com câmbio PDK e o pacote Sport Chrono acelera de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos, menos 0,2 s que na versão similar anterior. No Carrera S com as mesmas opções, os 100 chegam em 3,9 s ante 4,1 s do modelo antigo. A velocidade máxima passou de 289 para 295 km/h no Carrera e de 304 para 308 km/h no S. Outras alterações são suspensão com controle eletrônico PASM de série, altura de rodagem reduzida em 1 cm, novas rodas e pneus traseiros mais largos no Carrera S (305 em vez de 295). Para esta versão agora há opção de rodas traseiras esterçantes, como nos 911 Turbo e GT3, que contribuem tanto para a estabilidade em alta velocidade quanto para menor diâmetro de giro em baixa. Como antes, opções cupê e conversível estão disponíveis para cada versão de motor.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação