Citroën reformula Grand C4 Picasso com visual ousado

Citroën reformula Grand C4 Picasso com visual ousado

 

A Citroën revela na Europa a Grand C4 Picasso de segunda geração, que dessa vez veio depois da versão curta C4 Picasso. As duas continuam bem parecidas até as portas dianteiras, sendo que após esse ponto a Grand tem linhas mais retas e maior comprimento para abrigar mais dois lugares em uma terceira fila. A frente difere, mas pouco, e as lanternas traseiras de desenho ousado vêm montadas na quinta porta, como em alguns modelos da Audi. No interior, além das semelhanças com a Picasso de cinco lugares, notam-se os monitores de vídeo nos encostos dianteiros para uso pelos passageiros da fila central. Uma tela de 12 pol no painel atua como quadro de instrumentos.

 

 

Com o uso da nova plataforma EMP2 (Efficient Modular Platform 2), a Grand C4 Picasso ficou 100 kg mais leve que a primeira geração. O comprimento de 4,59 metros foi mantido, mas o entre-eixos cresceu para importantes 2,84 m. A capacidade de bagagem aumentou para 645 litros, com cinco lugares em uso, e o espaço na segunda e na terceira fila é o maior de sua categoria, segundo a Citroën. Entre as concorrentes estão Ford C-Max, Opel Zafira, Renault Scénic e Volkswagen Touran. Os motores disponíveis na Europa incluem unidades turbodiesel de 90, 115 e 150 cv, com câmbio manual ou automático, sempre de seis marchas.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação