Citroën C4 Lounge THP Flex começa em R$ 78,8 mil

Citroen C4 Lounge THP FLEX 03

 

A Citroën lança o C4 Lounge THP Flex, primeiro modelo da categoria no Brasil a associar turbocompressor, injeção direta e flexibilidade em combustível (a BMW já oferece esse trinômio, mas em segmentos superiores). A versão flexível tem preços sugeridos de R$ 78.790 para o acabamento Tendance e R$ 85.490 para o Exclusive, ambos com câmbio automático de seis marchas.

Ao usar gasolina, o motor Flex ganhou 1 cv (a potência passa de 165 para 166 cv a 6.000 rpm), mas o torque se manteve em 24,5 m.kgf a 1.400 rpm. O uso de álcool leva a potência a 173 cv à mesma rotação, sem alterar o torque. E o desempenho, melhorou? Não: a fábrica anuncia aceleração de 0 a 100 km/h em 9.2 segundos com gasolina e 8,9 s com álcool, sendo a velocidade máxima de 214 km/h válida para ambos. No THP anterior a gasolina bastavam 8,8 s para a aceleração (a máxima não mudou).

 

 

Segundo a Citroën, o foco das alterações foi a economia de combustível e não o desempenho. Assim, o motor e a caixa automática (de nova geração, a AT6 III) passaram por recalibração que traria economia 7,5% maior se comparada com a versão anterior, enquanto a relação final de transmissão está 11% mais longa. Outra novidade do câmbio é a função RDT (Redução de Tração), que diminui as vibrações em marcha-lenta na posição Drive. Estranhamos a taxa de compressão ter sido reduzida de 10,5:1 para 10,2:1, pois o álcool permitiria aumentá-la (mesmo com uso de gasolina, esperávamos a mesma taxa de antes e não uma redução).

 

Citroen C4 Lounge THP FLEX 04

 

No conteúdo de cada versão, mudança importante e reivindicada por muitos: o controle eletrônico de estabilidade e tração agora vem de série na versão Tendance THP (como já acontecia na Exclusive), que vem ainda com rodas de 17 pol com pneus 225/45, bancos e volante revestidos em couro, ar-condicionado automático de duas zonas de ajuste, navegador em tela de sete polegadas no painel, sensores de estacionamento traseiros, faróis e limpador de para-brisa automáticos, retrovisor interno fotocrômico e câmbio com modo manual com trocas pela alavanca.

O Exclusive acrescenta bolsas infláveis laterais e de cortina, acesso ao interior e partida do motor (por botão) sem chave, monitor de pontos cegos com leds nos retrovisores externos, sensores de estacionamento dianteiros e câmera traseira para manobras, entre outros. Teto solar de controle elétrico é opcional.

O Best Cars dirige nesta terça-feira (9) o C4 Flex e publica em breve suas impressões.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação