Chevrolet Tracker: mais versões de 1,0 litro, menos de 1,2

Chevrolet Tracker: mais versões de 1,0 litro, menos de 1,2



Lançado em março, Chevrolet Tracker já passa por uma reformulação de versões: sai o acabamento LTZ com motor de 1,2 litro e entram as opções LTZ e Premier de 1,0 litro, motor este que antes estava reservado ao básico e ao LT. De acordo com a GM, as razões das precoces mudanças são “a grande aceitação pelo motor 1.0 turbo e o aumento da procura por configurações mais sofisticadas do SUV”.

Chevrolet Tracker: mais versões de 1,0 litro, menos de 1,2



Com isso, a partir de outubro, a linha Tracker passa a contar com as seguintes opções: Tracker básico 1,0 com caixa manual, básico 1,0 automático, LT 1,0 automático, LTZ 1,0 automático, Premier 1,0 automático e Premier 1,2 automático. As configurações inéditas (LTZ e Premier 1,0) mantêm o principal conteúdo daquelas de motor 1,2, o que para o Premier inclui itens como rodas de 17 pol, sensores de ponto cego, alerta de colisão com assistente autônomo de frenagem, assistente de estacionamento e ar-condicionado automático. A única diferença entre o Premier 1,0 e o 1,2, além do motor, é que apenas o segundo vem com teto solar panorâmico.

Chevrolet Tracker: mais versões de 1,0 litro, menos de 1,2



O motor turbo de 1,0 litro e três cilindros produz 116 cv e torque de 16,3 m.kgf (com gasolina) ou 16,8 mkgf (com álcool). O de 1,2 litro, também tricilíndrico, oferece 132 cv e torque de 19,4 m.kgf (com gasolina) ou 133 cv e 21,4 m.kgf (com álcool). Nos dois casos a transmissão automática tem seis marchas.

Texto da equipe – Fotos: divulgação