Brasil: Renault anuncia Kwid, Captur nacional e Koleos

 

A Renault anunciou hoje (2), por meio do presidente mundial Carlos Ghosn, três lançamentos para o mercado brasileiro no próximo ano: o pequeno Kwid (já confirmado em maio) e os utilitários esporte Captur e Koleos. Os dois primeiros serão fabricados em São José dos Pinhais, PR. A empresa chama-os de “linha completa de SUVs”, um exagero no caso do Kwid, que é apenas um hatch com suspensão alta, desenvolvido a princípio para o mercado indiano.

O Kwid, que foi lançado na Índia em 2015, tem 3,68 metros de comprimento  e 2,42 m de entre-eixos, cinco portas e interior simples. A versão indiana usa motor de 800 cm³ com potência de 54 cv, mas aqui é provável a adoção do três-cilindros de 1,0 litro do Nissan March com 77 cv. Espera-se preço inicial ao redor de R$ 30 mil.

 

 

Embora chamado de Captur pelo fabricante, o segundo modelo apresentado é o Kaptur que apareceu em março passado na Europa, um modelo maior (4,33 metros de comprimento ante 4,12 m do Captur europeu), já produzido na fábrica de Moscou, na Rússia. Entre seus recursos estão acesso e partida sem chave e sistema de entretenimento Media Nav com navegador e tela de 7 pol. O modelo europeu tem motores de 1,6 litro/114 cv e 2,0 litros/143 cv, ou seja, similares aos que a marca produz aqui, mas há opção de transmissão CVT. A faixa de preços ficará acima daquela do Duster, entre R$ 80 mil e R$ 100 mil.

Por sua vez, o Koleos de segunda geração é o maior utilitário esporte da Renault, com 4,67 metros, e foi revelado em abril no Salão de Pequim, na China. Feito na Coreia do Sul pela associação Renault-Samsung, oferece sistema de áudio Bose e central de entretenimento R-Link 2 com uma ampla tela vertical e usa motor de 2,5 litros e 171 cv com transmissão CVT e tração dianteira ou integral. O preço deve girar em torno de R$ 170 mil.

 

Kwid

 

Captur

 

Koleos

Texto da equipe – Fotos: divulgação