BMW Série 5: perua Touring segue os avanços do sedã

 

A nova geração do BMW Série 5, revelada em outubro, ganha sua versão Touring (perua) em março no Salão de Genebra. Elegante como as anteriores, ela cresce 36 mm em comprimento, melhora a aerodinâmica (Cx 0,27 na versão mais favorável) e passa a acomodar 570 litros de bagagem, ampliáveis a 1.700 com o banco rebatido. O vidro traseiro abre-se em separado da tampa, conveniente em locais apertados.

 

 

 

Como o sedã, a Touring beneficia-se de avanços como redução de peso na estrutura, suspensão traseira pneumática com nivelamento de altura de série, sistema de áudio com tela de 10,25 pol e comando por gestos e projeção ampliada de informações no para-brisa, além de variados assistentes à condução que a aproximam de um carro autônomo.

A linha inicial abrange quatro motores turbo: a gasolina de 2,0 litros (252 cv) e de 3,0 litros (seis cilindros, 340 cv), e a diesel de 2,0 litros (190 cv) e de 3,0 litros (seis cilindros, 265 cv). Os dois mais potentes podem vir com tração integral XDrive em vez de traseira. Com o de 340 cv, a perua acelera de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e oferece torque de 45,9 m.kgf, mais 5 que no anterior.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação